Topo
pesquisar

Exercícios sobre relações ecológicas

Exercícios de Biologia

Os exercícios a seguir contribuirão para a fixação do conteúdo sobre as relações ecológicas, ajudando-o a lembrar conceitos como mutualismo, inquilinismo e protocooperação. Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos
questão 1

(UFC-CE) As esponjas desempenham papéis importantes em muitos habitat marinhos. A natureza porosa das esponjas as torna uma habitação ideal para vários crustáceos, equinodermos e vermes marinhos. Além disso, alguns caramujos e crustáceos têm, tipicamente, esponjas grudadas em suas conchas e carapaças, tornando-os imperceptíveis aos predadores. Nesse caso, a esponja se beneficia por se nutrir de partículas de alimento liberadas durante a alimentação de seu hospedeiro. As relações ecológicas presentes no texto são

a) protocooperação e competição.

b) inquilinismo e protocooperação.

c) inquilinismo e parasitismo.

d) competição e predação.

e) parasitismo e predação.

questão 2

Os líquens são formados pela associação de certas espécies de algas e um fungo. Ambas as espécies são beneficiadas nessa relação, sendo que uma espécie não é capaz de viver isoladamente naquele local. Nesse caso, há uma relação chamada de:

a) Comensalismo.

b) Inquilinismo.

c) Mutualismo.

d) Protocooperação.

questão 3

A dispersão de sementes é essencial para a sobrevivência de uma planta, uma vez que a grande quantidade de sementes próximas à planta-mãe diminui a chance de sobrevivência. Ao separar as sementes por uma área maior, cada uma terá acesso a uma quantidade maior de recursos, evitando assim:

a) a competição.

b) o parasitismo.

c) o inquilinismo.

d) a predação.

questão 4

Algumas relações ecológicas causam benefício para apenas uma espécie, não prejudicando nem beneficiando a outra. Um exemplo clássico ocorre entre a rêmora e o tubarão. Nesse caso, a rêmora prende-se ao corpo do tubarão e alimenta-se dos restos de suas presas.

Marque a alternativa que indica corretamente o nome dessa relação ecológica.

a) Inquilinismo.

b) Mutualismo.

c) Amensalismo.

d) Comensalismo.

questão 5

(Unama-PA) Os casos locais de raiva humana no Pará ocorrem, basicamente, por transmissão de morcegos hematófagos, os quais transmitem os agentes causadores da doença ao homem. A situação que existe entre os referidos seres e o homem é um típico exemplo de relação

a) interespecífica do tipo predatismo.

b) interespecífica do tipo parasitismo.

c) intraespecífica do tipo canibalismo.

d) intraespecífica do tipo competição.

respostas
Questão 1

Alternativa “b”. As esponjas estão sendo usadas como abrigo por outras espécies, portanto, temos um exemplo de inquilinismo. No outro caso, quando as esponjas estão grudadas nas conchas, uma espécie favorece a outra, porém elas podem viver separadas. Temos, então, um caso de protocooperação.

Voltar a questão
Questão 2

Alternativa “c”. Os líquens realizam mutualismo, também chamado por muitos autores de simbiose, que se caracteriza pela associação permanente e indispensável à sobrevivência dos organismos envolvidos, sendo que ambos obtêm benefício.

Voltar a questão
Questão 3

Alternativa “a”. A proximidade das sementes poderia aumentar a competição das plântulas por nutrientes e água, sendo assim, a dispersão atua diminuindo esse problema.

Voltar a questão
Questão 4

Alternativa “d”. O comensalismo é uma relação em que apenas uma das espécies é beneficiada, entretanto, não há prejuízo à outra. Geralmente, nessa associação, uma espécie está procurando principalmente alimento.

Voltar a questão
Questão 5

Alternativa “b”. Os morcegos utilizam o sangue do homem para a sua alimentação. Além disso, transmitem um vírus que utilizará o corpo do homem como hospedeiro. Esses são exemplos claros de parasitismo.

Voltar a questão
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas
artigo
relacionado
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Exercícios Brasil Escola