Topo
pesquisar

Exercícios sobre taxa de natalidade e mortalidade

Exercícios de Geografia

Estes exercícios sobre taxa de natalidade e mortalidade abordam o conceito dessas terminologias e suas inserções no contexto de produção das sociedades. Publicado por: Rodolfo F. Alves Pena
questão 1

As taxas de natalidade e mortalidade representam importantes elementos estatísticos para a compreensão da dinâmica populacional no que concerne ao seu:

a) nível de fecundidade

b) crescimento natural

c) crescimento absoluto

d) índice de densidade demográfica

e) nível de superpovoamento

questão 2

O processo de transição demográfica ocorre tanto no Brasil quanto em outros países, tendo se consolidado de forma mais notória em alguns países da Europa. Esse conceito diretamente se relaciona às taxas de natalidade e de mortalidade, haja vista que se entende por transição demográfica:

a) a queda das taxas de mortalidade com posterior decréscimo da natalidade, com explosão demográfica e uma posterior estabilização.

b) o aumento das taxas de mortalidade e também de natalidade, com alto índice de reposição transitória da população.

c) a inversão da pirâmide etária graças ao controle da natalidade e ao insucesso do aumento da expectativa de vida.

d) a transição entre períodos de altas taxas de natalidade e baixa mortalidade e o seu correspondente inverso posterior.

e) a relação de equilíbrio entre as taxas de natalidade e também de mortalidade, com declínio no crescimento vegetativo e aumento do saldo migratório.

questão 3

Um país pode morrer?

(…) O retrato de um Estado de ruas desertas pode se materializar em algumas regiões em pouco tempo, segundo previsões do economista britânico Edward Hugh (…). O economista toma como exemplo em seu levantamento a situação demográfica da Ucrânia, ex-república soviética que há décadas registra baixos níveis de fecundidade, aliados à contração populacional e à emigração (...).

O resultado da migração e da baixa taxa de fecundidade – as mulheres ucranianas têm, em média, 1,46 filhos, bem abaixo dos 2,1 da taxa de reposição – derrubou a população de 52 milhões de pessoas em 1992 para 45 milhões no ano passado. Entre 2005 e 2010, o número de mortes superou o de nascimentos em 5,7%. Hoje, o país perde 330 mil pessoas por ano. Para Hugh, esses dados indicam que a Ucrânia está à beira da “morte”. “Podemos ter esse cenário em duas décadas, especialmente se outras partes do mundo forem capazes de crescer e atrair a população jovem”, prevê.

BONIS, G. Um país pode morrer? Carta Capital, 09/07/2013. Disponível em: <Carta Capital>. Acesso em:03/10/2014.

A queda nas taxas de natalidade na Ucrânia, muito abaixo da mortalidade e da emigração, pode acarretar:

I. Decréscimo do índice de crescimento vegetativo.

II. Envelhecimento demográfico.

III. Intensificação da queda da fecundidade.

IV. Atenuação de problemas de previdência social.

Estão corretas as alternativas:

a) I e III

b) II e IV

c) I, II e III

d) II, III e IV

e) I, II, III e IV

questão 4

(UFC - adaptada)

Os riscos que o crescimento demográfico representa para a humanidade são diferenciados. Dependem dos interesses econômicos, do desenvolvimento social e das políticas internas que os diferentes países adotam para controlar a natalidade e a dimensão das famílias. Acerca dos riscos das diferentes formas de crescimento demográfico, e das intervenções dos governos para evitá-los, é possível afirmar, corretamente, que:

a) as altas taxas de natalidade aliadas à redução da mortalidade ocasionam a explosão demográfica manifestada, em especial, entre os países mais desenvolvidos.

b) os baixos índices de natalidade, associados à elevada mortalidade decorrente do envelhecimento da população, ocasionam as implosões demográficas, típicas de países ricos.

c) A redução da natalidade, motivada pelas políticas demográficas, em médio prazo, leva à carência de mão de obra, ocasionando graves prejuízos à economia dos países onde ocorre.

d) A queda da mortalidade resulta da melhoria do padrão de vida das populações, mas ocasiona o crescimento demográfico que resulta em desemprego e deficit habitacional.

respostas
Questão 1

A diminuição das taxas de natalidade pelas de mortalidade perfaz o cálculo do crescimento vegetativo ou natural de uma dada população em um determinado período de tempo.

Alternativa correta: letra A

Voltar a questão
Questão 2

A transição demográfica representa o período de mudança em que há elevadas taxas de natalidade e mortalidade para baixos valores desses índices. Primeiramente, ocorre uma redução da mortalidade, geralmente pelas melhorias nas condições de vida da população, o que gera uma explosão no número de habitantes. Com o tempo, as taxas de natalidade também vão caindo, com a consequente estabilização do crescimento populacional.

Alternativa correta: letra A

Voltar a questão
Questão 3

No caso da Ucrânia citado pela reportagem, há uma queda acentuada nas taxas de natalidade, que são inferiores às taxas de mortalidade. Tais fatores possuem consequências, como o envelhecimento da população, haja vista o número menor de jovens proporcionalmente ao restante dos habitantes; a queda das taxas de crescimento vegetativo; a queda nas taxas de fecundidade (número de filhos por mulher) e o sobrepeso nos sistemas de previdência em razão do maior número de aposentados em termos proporcionais.

Portanto, as afirmativas I, II e III estão corretas, enquanto a alternativa IV está errada, pois os problemas previdenciários, nesse cenário, intensificam-se, e não se atenuam.

Alternativa correta: letra C

Voltar a questão
Questão 4

a) incorreta – a explosão demográfica causada pelas altas das taxas de natalidade e queda da mortalidade é mais comum em países subdesenvolvidos no presente.

b) correta- muitos países desenvolvidos sofrem com as baixas taxas de natalidade, o que acarreta o envelhecimento da população. Mantidos esses números de nascimentos, podem haver implosões demográficas em razão da mortalidade dos habitantes de maior idade.

c) incorreta – dependendo da situação, a redução da natalidade pode não representar um problema.

d) incorreta – a queda da mortalidade não necessariamente ocasiona desemprego e deficit, pois é comum haver o envelhecimento populacional, com mais habitantes idosos e na faixa da aposentadoria.

Voltar a questão
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Exercícios Brasil Escola