Topo
pesquisar

Exercícios sobre a abdicação de Dom Pedro I

Exercícios de História do Brasil

Com estes exercícios sobre a abdicação de Dom Pedro I, você poderá avaliar os seus conhecimentos acerca desse fato que pôs fim ao Primeiro Reinado no Brasil. Publicado por: Cláudio Fernandes
questão 1

(UNIFOR/CE) Termos da abdicação de Dom Pedro I:

Usando do direito que a Constituição me concede, declaro que hei muito voluntariamente abdicado na pessoa do meu mui amado e prezado filho o Sr. Pedro de Alcântara. Boa Vista – 7 de abril de 1831, décimo de Independência e do Império – D. Pedro I. Antonio Mendes Jr. Et al. Brasil-História, Texto e Consulta. Império. São Paulo: Brasiliense, 1977. p. 200.

Os fatos que conduziram à abdicação foram:

a) repressão aos revolucionários da Confederação do Equador, incorporação da Guiana Francesa e outorga da Constituição;

b) favorecimento aos comerciantes brasileiros em detrimento dos portugueses, dívida externa elevada com a Guerra da Cisplatina e falência do Banco do Brasil;

c) repressão aos revolucionários da Confederação do Equador, perda da Província Cisplatina e falência do Banco do Brasil;

d) perda da província Cisplatina, dissolução da Assembleia Constituinte e punição exemplar aos pistoleiros que executaram o jornalista Líbero Badaró;

e) controle das finanças nacionais, respeito aos constituintes que elaboraram a primeira constituição e favorecimento aos comerciantes brasileiros.

questão 2

(UFPR) Com a abdicação do imperador D. Pedro I em 1831, o fracasso do primeiro reinado tomou corpo. Com relação a isso, considere os fatos abaixo:

I. A imigração europeia para o Brasil ocorrida nesse período.

II. A eclosão da guerra na Província Cisplatina (1825-1828) contra as Províncias Argentinas, a qual consumiu recursos do Estado em formação e cujo principal resultado foi a criação da República Oriental do Uruguai, em 1828.

III. A indisposição do Imperador nas negociações com os deputados das províncias do Brasil, que levou ao fechamento da Assembleia Constituinte, em 12 de novembro de 1823, e à imposição de uma carta constitucional em 1824.

IV. A queda do gabinete dos Andradas, que levou o Imperador a se cercar de inúmeros portugueses, egressos de Portugal ainda ao tempo do governo de D. João VI.

Tiveram influência direta no desfecho do primeiro reinado os fatos apresentados em:

a) II, III e IV somente.

b) I, III e IV somente.

c) III e IV somente.

d) I, II e III somente.

e) I e II somente.

questão 3

Entre os fatores de ordem internacional que também foram importantes para a abdicação de D. Pedro I, podemos citar:

a) A União Ibérica e a guerra contra os Holandeses.

b) A guerra civil portuguesa e a guerra civil espanhola.

c) A Guerra de Secessão Americana e a Guerra dos Farrapos.

d) A conquista da Península Ibérica pelos turcos e a crise entre a coroa inglesa e o Brasil.

e) A morte de Dom João VI, de Portugal, e a queda de Carlos X, da França.

questão 4

Em 1831, quando o imperador D. Pedro I estava na iminência da abdicação, houve um acontecimento na cidade do Rio de Janeiro que envolveu portugueses (residentes na cidade), apoiadores do imperador, e brasileiros, contrários. Esse episódio ficou marcado pela quebra de garrafas e de luminárias. Que nome foi dado a tal fato?

a) Guerra dos vitrais

b) Embates políticos na Corte

c) Noite do Quebra-quebra

d) Noite das Garrafadas

e) Conflitos luso-brasileiros

respostas
Questão 1

Letra C

Os três fatores apontados na letra C marcaram o início do reinado de D. Pedro I. Os enormes gastos nas batalhas da Guerra Cisplatina, por exemplo (guerra essa que foi perdida), deixaram a instituição militar extremamente insatisfeita com o rei. Além disso, a desvalorização da moeda nacional frente à libra esterlina provocou o fechamento do Banco do Brasil à época.

Voltar a questão
Questão 2

Letra A

Ao contrário dos outros fatores, a imigração europeia só aconteceu durante o Segundo Reinado, em razão da sucessão de leis que proibiram, paulatinamente, o uso de trabalho escravo no Brasil.

Voltar a questão
Questão 3

Letra E

A morte de D. João VI, em 1826, provocou uma crise sucessória entre as cortes portuguesas. D. Pedro I, que era herdeiro do rei, estava no centro dos debates sobre a sucessão. Já em 1830, com a queda de Carlos X, rei da França e último representante do que ainda havia do modelo absolutista de governo, houve brechas para o estabelecimento de uma monarquia de caráter liberal, que serviu de modelo para muitos outros países, tanto na América quanto na Europa, colocando em risco o modelo absolutista ainda nutrido por D. Pedro I.

Voltar a questão
Questão 4

Letra D

Em 1831, D. Pedro I tentou estabelecer contato com as lideranças liberais do Brasil em viagem a Minas Gerais. Porém, com a má recepção, retornou ao Rio de Janeiro. Ao saberem de seu retorno, os portugueses que o apoiavam resolveram preparar uma festa para recebê-lo, acendendo luminárias nas janelas das casas. Os brasileiros, irritados com tal gesto, começaram a quebrar as luminárias, ao que os portugueses responderam atirando-lhes garrafas.

Voltar a questão
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas
artigo
relacionado
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Exercícios Brasil Escola