Topo
pesquisar

Exercícios sobre cristãos-novos

Exercícios de História

Com estes exercícios sobre cristãos-novos, você pode averiguar os seus conhecimentos sobre a categoria de cristãos a que eles pertencem. Publicado por: Cláudio Fernandes
questão 1

Leia o texto e, em seguida, assinale a alternativa correta:

“A invasão holandesa no Brasil, em 1630, mudou o quadro social e religioso da colônia e a vida dos cristãos-novos. Uma política de relativa tolerância religiosa, por parte do invasor, deu aos cristãos-novos um aceno de liberdade e muitos retornaram à fé de seus antepassados, principalmente após a chegada de centenas de judeus da Holanda. Floresceu no Recife, por alguns anos, uma comunidade judaica organizada sob os moldes da comunidade de Amsterdã, com sinagoga, escola, cemitério, assistência aos pobres e órfãos. Foi esse, de todos os séculos coloniais, o único período em que a religião judaica foi livremente seguida no Novo Mundo.” (NOVINSKY, Anita. Inquisição: Prisioneiros do Brasil - Séculos XVI-XIX. Rio de Janeiro, Expressão e Cultura, 2002.)

Baseando-nos nas afirmações da autora sobre a liberdade de culto dos cristãos-novos no “Brasil Holandês”, podemos dizer que:

a) o cristão-novo só era tolerado em Recife por causa do que ele poderia oferecer como trabalho.

b) não havia contato entre os cristãos-novos e os católicos no “Brasil Holandês”.

c) Não havia acordo comercial entre cristãos-novos e holandeses, mas sua presença era tolerada em Recife.

d) no “Brasil Holandês”, o cristão-novo não era obrigado a fingir ser católico e a fazer seus ritos judaicos em segredo.

e) Os holandeses, como eram protestantes em sua totalidade, não se importavam com a prática do criptojudaísmo.

questão 2

A alcunha “cristão-novo” foi dada a judeus e muçulmanos que se converteram (em sua maioria forçadamente) ao catolicismo na virada do século XV para o século XVI em Portugal. Qual foi o principal motivo para que ocorresse essa conversão?

a) a Guerra dos Cem Anos.

b) o casamento de D. Manuel I e Isabel de Aragão.

c) a morte de Inês de Castro.

d) a União Ibérica.

e) a criação do Condado Portucalense.

questão 3

E, por já nas ruas não acharem cristãos-novos, foram assaltar as casas onde viviam e arrastavam-nos para as ruas, com os filhos, mulheres e filhas, e lançavam-nos de mistura, vivos e mortos, nas fogueiras, sem piedade. E era tamanha a crueldade que até executavam os meninos e (as próprias) crianças de berço, fendendo-os em pedaços ou esborrachando-os de arremesso contra as paredes.”. (GÓIS, Damião de. Chronica do Felicissimo Ray. D, Emanuel da Gloriosa Memória. [1506])

O texto acima narra um acontecimento ocorrido em Portugal no ano de 1506. Que acontecimento foi esse?

a) O apoio à fuga dos mouros da Península Ibérica.

b) A destruição do Mosteiro de São Domingos.

c) O grande massacre dos cristãos-novos.

d) O terremoto de Lisboa.

e) A fuga dos cristãos-novos de Portugal para a Espanha.

questão 4

A atitude condenável dos cristãos-novos, segundo os portugueses da Idade Moderna, consistia no criptojudaísmo. O que quer dizer essa expressão?

a) Interpretação veterotestamentária dos Evangelhos.

b) Práticas de rituais satânicos misturados com rituais judaicos.

c) Celebração de santas missas em sinagogas.

d) Celebração de casamentos entre judeus e cristãos.

e) Prática dos ritos judaicos em segredo.

respostas
Questão 1

Letra D

Boa parte dos cristãos-novos praticava o criptojudaísmo (cumpriam os rituais judaicos em segredo) quando estavam em territórios católicos sob a jurisdição do Santo Ofício. No “Brasil Holandês”, eles não precisavam manter em segredo as suas práticas religiosas.

Voltar a questão
Questão 2

Letra B

Com o casamento de D. Manuel I e Isabel de Aragão, em 1497, Portugal teve que cumprir as diretrizes da legislação espanhola, que previa a expulsão de judeus e muçulmanos de seu território. Vendo-se em um impasse, o rei D. Manuel obrigou a massa de imigrantes não católicos que vivia em seu reino a se converter ao catolicismo.

Voltar a questão
Questão 3

Letra C

O Grande Massacre dos cristãos-novos começou no dia 19 de novembro de 1506. Parte dos católicos portugueses considerava os cristãos-novos responsáveis por calamidades naturais, como a grande seca pela qual passou Portugal no início do século XVI, bem como a peste que também assolava o país na mesma época.

Voltar a questão
Questão 4

Letra E

O criptojudaísmo consistia em exercer os rituais do judaísmo tradicional em foro íntimo, longe dos olhos da população e das autoridades religiosas católicas. O criptojudeu era, normalmente, um cristão-novo, isto é, convertido ao cristianismo, mas cristão só na superfície.

Voltar a questão
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas
artigo
relacionado
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Exercícios Brasil Escola