Topo
pesquisar

Exercícios sobre discursos jacobinos na Revolução Francesa

Exercícios de História

Com estes exercícios sobre discursos jacobinos na Revolução Francesa, você poderá averiguar o que aprendeu a respeito da fase mais conturbada da Revolução Francesa. Publicado por: Cláudio Fernandes
questão 1

(Unirio)

Robespierre- Que se passa por aqui?

III Cidadão- Que pode se passar? Passa-se que aquelas poucas gotas de sangue de agosto e setembro não deram para as bochechas do povo ficarem coradas. A guilhotina anda muito devagar. Precisamos de um bom aguaceiro!

I Cidadão- Nossas mulheres e filhos bradam por pão; queremos cevá-los com carne da aristocracia. Vamos! Mata os que não têm casaco esburacado! Todos- Mata! Mata!

(BÜCHNER, Georg. A Morte de Danton. Quadros dramáticos da época do Terror na França. Trad. Mario da Silva, Clássicos de Bolso, Ed. Tecnoprint S.A. s/d).

O drama, escrito entre 1834/35, retrata o momento da Revolução Francesa em que os jacobinos estão no poder, tentando varrer da França os "traidores" da Revolução. Sobre o período retratado, podemos afirmar que:

a) permitiu o atendimento das demandas populares e preservou os privilégios do clero e da nobreza.

b) garantiu a permanência da alta burguesia (gironda) e da nobreza em aliança pela defesa da revolução.

c) preservou os direitos feudais e garantiu os privilégios da nobreza francesa conciliados com os avanços burgueses.

d) conservou uma Constituição de feição liberal e defendeu o voto censitário, garantindo participação política da burguesia.

e) foi o momento mais radical do processo revolucionário e teve ampla participação popular.

questão 2

O revolucionário jacobino Jean-Paul Marat esteve entre os principais personagens da Revolução Francesa. Sua morte, em 1793, provocou uma radicalização do processo revolucionário. Quem foi o responsável pela morte de Mart?

a) Danton

b) Antoine de Saint-Just

c) Luís XVI

d) Charlotte de Corday

e) Napoleão Bonaparte

questão 3

Leia o texto e, a seguir, responda:

Cidadãos, trair a causa do povo e nossa própria consciência, abandonar a pátria a todas as desordens que a lentidão desse processo deve excitar, eis o único perigo que devemos temer. Está na hora de ultrapassarmos o obstáculo fatal que nos prende há tanto tempo no início de nossa carreira. Assim, sem dúvida, marcharemos juntos para o objetivo comum da felicidade pública. Assim, as paixões odiosas, que brandam muito frequentemente neste santuário da liberdade, darão lugar ao amor pelo bem público, à santa emulação dos amigos da pátria. Todos os projetos dos inimigos da ordem pública serão vexados. (ROBESPIERRE, Maximilian. “Discurso parlamentar de Robespierre de 28 de dezembro de 1792”. In: GUMBRECHT, Hans Ulrich. As funções da retórica parlamentar na Revolução Francesa – Estudos preliminares para uma pragmática histórica do texto. (trad. Georg Otte). Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003. p. 156).

Nesse discurso de Robespierre, proferido em 1792, expressões como “objetivo comum da felicidade pública” e “todos os projetos dos inimigos da ordem pública serão vexados” indicam:

a) a vontade da aristocracia de tornar públicos os seus bens e a luta dos jacobinos contra o clero.

b) a vontade dos jacobinos de se aliarem com o clero e a perspectiva de combate dos franceses contra as outras nações republicanas.

c) o anseio dos jacobinos de defenderem a república cidadã e a radicalização da fase do Terror revolucionário.

d) o anseio pelo poder dos anarquistas franceses e o combate contra a pressão exercida pela URSS.

e) a vontade do rei Luís XVI de colaborar com os anseios revolucionários e a perspectiva de combate às potências absolutistas que eram contrárias a esses anseios.

questão 4

(Enem 2010) Em nosso país queremos substituir o egoísmo pela moral, a honra pela probidade, os usos pelos princípios, as conveniências pelos deveres, a tirania da moda pelo império da razão, o desprezo à desgraça pelo desprezo ao vício, a insolência pelo orgulho, a vaidade pela grandeza de alma, o amor ao dinheiro pelo amor à glória, a boa companhia pelas boas pessoas, a intriga pelo mérito, o espirituoso pelo gênio, o brilho pela verdade, o tédio da volúpia pelo encanto da felicidade, a mesquinharia dos grandes pela grandeza do homem. (Apud. HUNT, L. Revolução Francesa e Vida Privada. In: PERROT, M. (Org.) História da Vida Privada: da Revolução Francesa à Primeira Guerra. Vol. 4. São Paulo: Companhia das Letras, 1991 [adaptado])

O discurso de Robespierre, de 5 de fevereiro de 1794, do qual o trecho transcrito é parte, relaciona-se a qual dos grupos político-sociais envolvidos na Revolução Francesa?

a) À alta burguesia, que desejava participar do poder legislativo francês como força política dominante.

b) Ao clero francês, que desejava justiça social e era ligado à alta burguesia.

c) A militares oriundos da pequena e média burguesia, que derrotaram as potências rivais e queriam reorganizar a França internamente.

d) À nobreza esclarecida, que, em função do seu contato com os intelectuais iluministas, desejava extinguir o absolutismo francês.

e) Aos representantes da pequena e média burguesia e das camadas populares, que desejavam justiça social e direitos políticos.

respostas
Questão 1

Letra E

Essa foi a chamada fase do Terror Revolucionário. Enquanto os jacobinos estiveram no poder, a perseguição a membros da aristocracia, alta burguesia e, inclusive, a outros jacobinos tornou-se imperativa. Foi a época em que mais se aplicou a pena da guilhotina na França.

Voltar a questão
Questão 2

Letra D

Marie-Anne Charlotte de Corday era uma aristocrata francesa. Ela matou o revolucionário Marat, que na época era deputado da Convenção, em sua casa, com uma facada no peito, enquanto ele estava imerso em uma banheira.

Voltar a questão
Questão 3

Letra C

Os jacobinos comprometeram-se em acelerar o processo revolucionário na França, sobretudo após a morte de Marat. Nas palavras de Robespierre, é possível perceber a clara defesa dos anseios republicanos e a guinada radical que estava prestes a ser dada contra os “inimigos da ordem pública”. Essa guinada ficou conhecida como Fase do Terror.

Voltar a questão
Questão 4

Letra E

Robespierre, assim como outros líderes jacobinos, como Marat e Saint-Just, era um dos principais articuladores da massa de populares que vivia na França, na época revolucionária. Seus discursos inflamavam essas camadas populares e incitavam-nas ao combate à aristocracia, ao clero e à alta burguesia francesa.

Voltar a questão
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Exercícios Brasil Escola