Topo
pesquisar

Exercícios sobre a Querela das Investiduras

Exercícios de História

Com estes exercícios sobre a Querela das Investiduras, você poderá ampliar seu conhecimento a respeito desse acontecimento decisivo do período medieval. Publicado por: Cláudio Fernandes
questão 1

(Fuvest) A "Querela das Investiduras" foi um conflito instaurado entre:

a) os Papas e os Imperadores do Sacro Império Romano-Germânico.

b) os senhores feudais e os cavaleiros.

c) as ordens religiosas e os Patriarcas de Constantinopla.

d) os monges de Cluny e o Papa Gregório VII.

e) os gibelinos e o Imperador Henrique IV.

questão 2

(Pucsp) A sociedade feudal era estamental e fragmentada politicamente. O cerimonial a seguir transcrito, representativo do relacionamento estabelecido entre nobres, determinava as condições para a doação dos feudos, colocando até mesmo o rei dentro desse sistema de reciprocidade:

"Aos 7 dos idos de Abril, quinta-feira, foram prestadas as homenagens ao conde; o que foi cumprido segundo as formas determinadas para prestação de fé e de fidelidade, segundo a ordem seguinte. Em primeiro lugar, eles fizeram homenagem assim: o conde perguntou ao futuro vassalo se queria tornar-se seu homem sem reserva, e este respondeu:

- 'quero-o', - depois, com as mãos apertadas entre as do conde, aliaram-se por um beijo. Em segundo lugar, aquele que tinha feito homenagem empenhou a sua fé (...) e, em terceiro lugar, ele jurou isto sobre as relíquias dos santos.

Em seguida, com a vara que tinha na mão, o conde deu-lhes investidura (a posse simbólica do feudo), a todos que acabavam de prestar-lhe homenagem, de prometer-lhe fidelidade e de prestar-lhe juramento." (Gilberto de Bruges, "História da morte de Carlos, o Bom, conde de Flandres", in FREITAS, Gustavo de. 900 TEXTOS E DOCUMENTOS DE HISTÓRIA, vol. 4521 I, Lisboa, Plátano.)

O cerimonial descrito:

a) estabelecia uma rede de lealdades entre os diferentes estratos da sociedade medieval, contribuindo para a centralização monárquica.

b) delimitava direitos e obrigações entre nobreza, clero e povo.

c) estabelecia as condições para o ingresso na categoria de nobres, possibilitando ascensão social.

d) prescrevia as condições de doação dos feudos, estabelecendo uma hierarquização do ponto de vista econômico, contribuindo para o fortalecimento do poder real.

e) estabelecia uma hierarquização do ponto de vista militar, no interior de um sistema de reciprocidade, incluindo obrigações de fidelidade e proteção, no qual constituía a recompensa.

questão 3

Leia o texto a seguir:

“Outra questão importante era a disputa entre Frederico e o papa Alexandre III (poder temporal x poder espiritual) — que tinha suas origens na Questão das Investiduras — uma grande crise que assolou as relações entre o Império e o Papado, e, na verdade, entre a Igreja e as Monarquias europeias de um modo geral, no período de 1075 a 1122 (Investidura— ato físico de investir um clérigo com as insígnias do cargo).” (COSTA, Ricardo da. Por uma geografia mitológica: a lenda medieval do Preste João, sua permanência, transferência e “morte”. In: História 9. Revista do Departamento de História da UFERS. Vitória: EDUFES, 2001, p. 53-64 (ISSN 1517-2120)

O que ocorreu no ano de 1122 para cessar a “Questão das Investiduras” ou a “Querela das Investiduras”?

a) Resolução de Paris, firmada entre o Papa Gregório Magno e o rei Carlos Magno.

b) Concordata de Rotterdan, firmada entre Erasmo de Rotterdan e Martinho Lutero.

c) Acordo de Potsdam, firmado entre Carlos V e o Papa Bento V.

d) Concordata de Worms, firmada entre o Papa Calisto II e o imperador do Sacro Império Romano-Germânico, Henrique V.

e) Acordo de Baskerville, firmado entre Henrique VIII e o Papa Leão X.

questão 4

O ato de “investir”, no contexto medieval, consistia exatamente em:

a) aplicar investimentos na produção do campesinato.

b) investir, isto é, colocar as vestes nobres em um camponês.

c) atribuir aos camponeses vassalos a condição de senhores dos feudos.

d) atribuir aos aristocratas guerreiros funções do clero.

e) nomear clérigos para cargos eclesiásticos, colocando sobre eles (“investindo”) as insígnias de tal cargo, e atribuir a doação de feudos entre nobres.

respostas
Questão 1

Letra A

O conflito entre papas e imperadores se dava exatamente em razão da função de “Investir”, isto é, conceder os cargos para o poder espiritual – ou seja, para os membros da Igreja –, colocando sobre estes as insígnias que os caracterizavam.

Voltar a questão
Questão 2

Letra E

Gilberto de Bruges descreve um cerimonial que representa a reciprocidade entre nobres, que derivavam das aristocracias militares. A vara usada pelo conde simbolizava a espada (ou lança) que o rei usava para “sagrar” em seus cavaleiros os cargos da nobreza.

Voltar a questão
Questão 3

Letra D

A Concordata de Worms foi a solução encontrada para resolver os problemas decorrentes da função de nomear membros do clero para cargos como o de bispo. A disputa por essa função era travada entre o Papa o imperador entronado como chefe do Sacro Império Romano-Germânico. Com a concordata, também denominada Pactum Calixtium, o imperador passou a ter o poder de “investir” bispos para administrar terras, com o ritual simbólico secular da lança, e não com a autoridade simbólica eclesiástica, que usava o anel e o báculo.

Voltar a questão
Questão 4

Letra E

“Investir”, ou “ato da investidura”, significava, no contexto medieval, atribuir um cargo a alguém por meio de um ritual simbólico. Isso era feito entre clérigos e nobres. Cada qual tinha, em sua classe, o pode de investir os poderes sobre posse de terras e funções administrativas.

Voltar a questão
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas
artigo
relacionado
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Exercícios Brasil Escola