Topo
pesquisar

Exercícios sobre Clarice Lispector

Exercícios de Literatura

Estes exercícios sobre Clarice Lispector voltam-se para as principais características dessa que foi a principal representante feminina da Literatura brasileira. Publicado por: Luana Castro Alves Perez
questão 1

Sobre as características da obra de Clarice Lispector, é correto afirmar:

a) A causa socialista e posteriormente o ceticismo político marcaram sua vida. Sua obra pode ser dividida em quatro fases: fase gauche, fase social, fase do “não” e fase da memória.

b) Sua poesia é marcada pela presença constante de metáforas e símbolos, inclinação para o surrealismo e os contrastes entre o abstrato e o concreto. Sua obra sofreu grande influência do marxismo.

c) Sua prosa e poesia foram marcadas por temas relacionados à paisagem nordestina, denúncia da condição de exploração e marginalização dos negros e, a partir de 1935, sua obra ganhou também enfoque religioso em virtude de sua conversão ao catolicismo.

d) A escritora nunca esteve filiada a nenhum movimento literário, contudo, é possível observar certa inclinação neossimbolista em razão da presença de temas como o espiritualismo e o orientalismo em sua obra.

e) A pesquisa estética e a renovação das formas de expressão literária são características da obra da escritora, que utilizou amplamente a técnica do fluxo de consciência, transferindo a experiência interior para o primeiro plano da criação literária.

questão 2

Sobre a obra de Clarice Lispector é correto afirmar, exceto:

a) Influenciada por escritores como James Joyce, Virginia Woof, Marcel Proust e William Faulkner, Clarice Lispector introduziu o fluxo de consciência na Literatura brasileira, técnica que quebra os limites espaço-temporais e cruza vários planos narrativos sem preocupação com a linearidade.

b) Embora a maioria de suas personagens protagonistas seja do sexo feminino, Clarice recusou o rótulo de escritora feminista.

c) Clarice apresentou à Literatura brasileira uma narrativa que subverteu a estrutura dos tradicionais gêneros narrativos através da quebra da ordem cronológica do enredo.

d) Sua linguagem é permeada por neologismos e regionalismos, e sua narrativa faz uso de recursos mais comuns à poesia, tais como o ritmo, as aliterações e as metáforas.

questão 3

UFPR – 2008

“(...) As palavras me antecedem e ultrapassam, elas me tentam e me modificam, e se não tomo cuidado será tarde demais: as coisas serão ditas sem eu as ter dito. Ou, pelo menos, não era apenas isso. Meu enleio vem de que um tapete é feito de tantos fios que posso me resignar a seguir um fio só; meu enredamento vem de que uma história é feita de muitas histórias. (...)”

(de “Os desastres de Sofia”)

(...) Na verdade era uma vida de sonho. Às vezes, quando falavam de alguém excêntrico, diziam com a benevolência que uma classe tem por outra: “Ah, esse leva uma vida de poeta”. Pode-se talvez dizer, aproveitando as poucas palavras que se conheceram do casal, pode-se dizer que ambos levavam, menos a extravagância, uma vida de mau poeta: vida de sonho. Não, não era verdade. Não era uma vida de sonho, pois este jamais os orientara. Mas de irrealidade. (...)”

(de “Os obedientes”)

Com base nos fragmentos acima transcritos, extraídos de contos do livro Felicidade clandestina, de Clarice Lispector, considere as seguintes afirmativas:

I. Narrar ou deixar de narrar, avaliar de diferentes maneiras um mesmo fato narrado são hesitações frequentes dos narradores de Clarice Lispector. Como nos fragmentos acima, também em outros contos prioriza-se a abordagem da vida interior, própria ou alheia, revelando sutis alternâncias de percepção da realidade.

II. O aspecto metalinguístico está presente no primeiro fragmento.

III. Na ficção de Clarice Lispector, as diferenças entre a percepção masculina e a feminina não são tematizadas, pois o ser humano está sempre condenado a viver num mundo incompreensível.

IV. Na ficção de Clarice Lispector, apenas as personagens adultas têm consciência de seus processos interiores. As crianças e adolescentes sofrem o impacto de novas descobertas, mas sua inocência os afasta de qualquer comportamento perverso e os protege dos riscos de viver mais intensamente.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.

b) Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas 3, 4 são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.

e) Somente as afirmativas 1, 2 e 4 são verdadeiras.

questão 4

Enem - 2013

Tudo no mundo começou com um sim. Uma molécula disse sim a outra molécula e nasceu a vida. Mas antes da pré-história havia a pré-história da pré-história e havia o nunca e havia o sim. Sempre houve. Não sei o quê, mas sei que o universo jamais começou.

[...]

Enquanto eu tiver perguntas e não houver resposta continuarei a escrever. Como começar pelo início, se as coisas acontecem antes de acontecer? Se antes da pré-pré-história já havia os monstros apocalípticos? Se esta história não existe, passará a existir. Pensar é um ato. Sentir é um fato. Os dois juntos – sou eu que escrevo o que estou escrevendo. [...] Felicidade? Nunca vi palavra mais doida, inventada pelas nordestinas que andam por aí aos montes.

Como eu irei dizer agora, esta história será o resultado de uma visão gradual – há dois anos e meio venho aos poucos descobrindo os porquês. É visão da iminência de. De quê? Quem sabe se mais tarde saberei. Como que estou escrevendo na hora mesma em que sou lido. Só não inicio pelo fim que justificaria o começo – como a morte parece dizer sobre a vida – porque preciso registrar os fatos antecedentes.

LISPECTOR, C. A hora da estrela. Rio de Janeiro:  Rocco, 1998 (fragmento).

A elaboração de uma voz narrativa peculiar acompanha a trajetória literária de Clarice Lispector, culminada com a obra A hora da estrela, de 1977, ano da morte da escritora. Nesse fragmento, nota-se essa peculiaridade porque o narrador

a) observa os acontecimentos que narra sob uma ótica distante, sendo indiferente aos fatos e às personagens. 

b) relata a história sem ter tido a preocupação de investigar os motivos que levaram aos eventos que a compõem.

c) revela-se um sujeito que reflete sobre questões existenciais e sobre a construção do discurso.

d) admite a dificuldade de escrever uma história em razão da complexidade para escolher as palavras exatas.

e) propõe-se a discutir questões de natureza filosófica e metafísica, incomuns na narrativa de ficção.

questão 5

Sobre a prosa de Clarice Lispector, considere as seguintes afirmativas:

I. A originalidade de sua obra, aliada à força de sua linguagem e à intensidade das emoções das suas personagens, provocou um incômodo estranhamento nos leitores. A crítica literária não compreendeu de imediato as inovações propostas em seu primeiro romance, Perto do coração selvagem.

II. A força e a síntese de seus textos aproximam sua prosa aos elementos da poesia, elementos que fizeram de Clarice uma escritora única em nossa Literatura.

III. A escritora adotou em sua obra elementos da introspecção psicológica tradicional ao desvendar o universo mental da personagem de forma linear.

IV. Sua linguagem é direta e simples: priorizou em sua obra as tradicionais técnicas de estrutura da narrativa.

V. Embora tenha iniciado sua carreira literária em uma época em que os romancistas brasileiros voltavam-se para a Literatura regionalista ou para a Literatura de denúncia social, Clarice priorizou elementos como o universalismo e os questionamentos existenciais inerentes ao ser humano.

Estão corretas:

a) I, II e V.

b) II e V.

c) III e IV.

d) I, III e IV.

e) I, IV e V.

respostas
Questão 1

Alternativa “e”. As outras alternativas fazem referência, respectivamente, aos escritores Carlos Drummond de Andrade, Murilo Mendes, Jorge de Lima e Cecília Meireles.

Voltar a questão
Questão 2

Alternativa “d”. A alternativa em questão faz referência ao escritor João Guimarães Rosa.

Voltar a questão
Questão 3

Alternativa “c”. Clarice enfatizou em sua obra a investigação da percepção feminina, embora a percepção masculina tenha sido explorada em outros contos e romances. As personagens femininas são maioria em sua obra. Quanto à alternativa IV, na obra clariceana, as pulsões do mal estão presentes no universo infantil assim como no universo adulto.

Voltar a questão
Questão 4

Alternativa “c”. Na questão sobre o fragmento do livro “A hora da estrela”, de Clarice Lispector, podemos perceber a preocupação em abordar os aspectos relacionados com a composição do texto literário. A peculiaridade da voz narrativa de Clarice mostra as reflexões existenciais do sujeito em crise e também uma técnica de construção do discurso muito presente na linguagem da escritora, o “fluxo de consciência”, no qual a personagem deixa de narrar para fazer reflexões acerca do próprio comportamento.

Voltar a questão
Questão 5

Alternativa “a”.

Voltar a questão
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas
artigo
relacionado
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Exercícios Brasil Escola