Exercícios sobre a desintegração radioativa

Exercícios de Química

Respondendo a estes exercícios sobre a desintegração radioativa, é possível avaliar o que você sabe acerca da ocorrência de emissões alfa, beta, gama e períodos de meia-vida. Publicado por: Diogo Lopes Dias
questão 1

Dadas as equações de transmutações nucleares abaixo:

I. 92U238 → 90Th234

II. 89Ac227 → 87Fr223

III. 88Ra226 → 86Rn222

IV. 84Po212 → 82Pb208

V. 83Bi213 → 84Po213

Identifique a alternativa que apresenta o número de cada uma das equações que envolve uma desintegração nuclear por emissão de radiação alfa.

a) I, II, III e V.

b) I, II e III.

c) I, II, III e IV.

d) I, II e IV.

e) II, III, IV e V.

questão 2

Quando um átomo do elemento bismuto-212 (83Bi212) sofre decaimento radioativo, pode haver a formação de um átomo de polônio-212 (84Po212) ou de tálio-208 (81Tl208). Qual das alternativas abaixo indica corretamente as partículas emitidas durante esses dois possíveis decaimentos?

a) alfa e beta.

b) beta e gama.

c) gama e alfa.

d) alfa e gama.

e) beta e alfa.

questão 3

(Unificado-RJ) 6C14 é um isótopo radiativo β-emissor, presente na atmosfera e em todos os seres vivos. A equação que representa corretamente a emissão desse radionuclídeo é:

a) 6C14 → -1β0 + 7N14

b) 6C14 + -1β0 → 5β14

c) 6C14 -1β-1 + 7N15

d) 7N14 → 6C14 + 1β0

e) 7N15 + -1β-1 → 6C14

questão 4

(UFSCar-SP) Uma das aplicações nobres da energia nuclear é a síntese de radioisótopos que são aplicados na medicina, no diagnóstico e tratamento de doenças. O Brasil é um país que se destaca na pesquisa e fabricação de radioisótopos. O fósforo-32 é utilizado na medicina nuclear para tratamento de problemas vasculares. No decaimento deste radioisótopo, é formado enxofre-32, ocorrendo emissão de:

a) partículas alfa.

b) partículas beta.

c) raios gama.

d) nêutrons.

e) raios X.

respostas
Questão 1

Letra c). Quando o núcleo de um átomo emite radiação alfa, forma-se um novo núcleo que apresenta um número de prótons duas unidades a menos, e um número de massa que é quatro unidades menor que o átomo de origem.

Analisando as equações I, II, III, IV, é possível perceber que o número de massa do elemento formado (à direita) é quatro unidades menor, e o número atômico é duas unidades menor, quando comparado com o elemento à esquerda.

Voltar a questão
Questão 2

Letra e). Quando verificamos a desintegração do bismuto em polônio:

83Bi212 → 84Po212

Descobrimos que a massa permanece a mesma e o número atômico aumenta uma unidade. Portanto, trata-se de uma emissão beta.

Agora, quando conferimos a desintegração do bismuto em tálio:

83Bi212 81Tl208

Percebemos que a massa diminui quatro unidades e o número atômico diminui duas unidades. Por essa razão, trata-se de uma emissão alfa.

Voltar a questão
Questão 3

Letra a). O enunciado cita que o carbono-14 (6C14) é um beta emissor, ou seja, o seu núcleo emite radiações beta. Quando um núcleo emite uma radiação beta, sua massa permanece a mesma e seu número atômico aumenta uma unidade, transformando-se em um átomo de nitrogênio (número atômico 7) com mesma massa (14), como na equação abaixo:

6C14 → -1β0 + 7N14

Voltar a questão
Questão 4

Letra b). O enunciado indica que, no decaimento, o átomo de fósforo-32 (cujo número atômico é 15) é convertido em átomo de enxofre-32 (número atômico: 16). Portanto, durante o decaimento, o número de massa não sofre alteração, enquanto o número atômico aumenta em uma unidade. Isso somente é possível se o núcleo de um átomo emitir uma radiação do tipo beta, que apresenta massa 0 e número atômico -1 (-1β0).

Voltar a questão
Logo Artigo
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas
Artigo
Relacionado