Whatsapp

Enem: lista de exercícios sobre crescimento populacional e teorias demográficas

Exercícios de Geografia

Nesta lista de exercícios, você poderá testar o que aprendeu sobre crescimento populacional e teorias demográficas, pautas importantes no estudo de demografia. Publicado por: Larissa Mesquita
questão 1

(Enem) O bônus demográfico é caracterizado pelo período em que, por causa da redução do número de filhos por mulher, a estrutura populacional fica favorável ao crescimento econômico. Isso acontece porque há proporcionalmente menos crianças na população, e o percentual de idosos ainda não é alto.

GOIS, A. O Globo, 5 abr. 2015 (adaptado).

A ação estatal que contribui para o aproveitamento do bônus demográfico é o estímulo à:

a) atração de imigrantes.

b) elevação da carga tributária.

c) qualificação da mão de obra.

d) admissão de exilados políticos.

e) concessão de aposentadorias.

questão 2

(Enem) Os países industriais adotaram uma concepção diferente das relações familiares e do lugar da fecundidade na vida familiar e social. A preocupação de garantir uma transmissão integral das vantagens econômicas e sociais adquiridas tem como resultado uma ação voluntária de limitação do número de nascimentos

GEORGE, P. Panorama do mundo atual. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1968 (adaptado).

Em meados do século XX, o fenômeno social descrito contribuiu para o processo europeu de:

a) estabilização da pirâmide etária.

b) conclusão da transição demográfica.

c) contenção da entrada de imigrantes.

d) elevação do crescimento vegetativo.

e) formação de espaços superpovoados.

questão 3

(Enem)

O número de filhos por casal diminui rapidamente. Para a maioria
dos economistas, isso representa um alerta para o futuro.

Taxa de fecundidade total

Gráfico com a taxa de fecundidade de alguns países de 1970 a 2010

Fontes: IBGE e OCDE

Disponível em: http://epoca.globo.com. Acesso em: 20 out. 2015 (adaptado).

Uma consequência socioeconômica para os países que vivenciam o fenômeno demográfico ilustrado é a diminuição da:

a) oferta de mão de obra nacional.

b) média de expectativa de vida.

c) disponibilidade de serviços de saúde.

d) despesa de natureza previdenciária.

e) imigração de trabalhadores qualificados.

questão 4

(Enem) Um fenômeno importante que vem ocorrendo nas últimas quatro décadas é o baixo crescimento populacional na Europa, principalmente em alguns países como Alemanha e Áustria, onde houve uma brusca queda na taxa de natalidade. Esse fenômeno é especialmente preocupante pelo fato de a maioria desses países já ter chegado a um índice inferior ao “nível de renovação da população”, estimado em 2,1 filhos por mulher. A diminuição da natalidade europeia tem várias causas, algumas de caráter demográfico, outras de caráter cultural e socioeconômico.

OLIVEIRA, P. S. Introdução à sociologia. São Paulo: Ática, 2004 (adaptado).

As tendências populacionais nesses países estão relacionadas a uma transformação:

a) na estrutura familiar dessas sociedades, impactada por mudanças nos projetos de vida das novas gerações.

b) no comportamento das mulheres mais jovens, que têm imposto seus planos de maternidade aos homens.

c) no número de casamentos, que cresceu nos últimos anos, reforçando a estrutura familiar tradicional.

d) no fornecimento de pensões de aposentadoria, em queda diante de uma população de maioria jovem.

e) na taxa de mortalidade infantil europeia, em contínua ascensão, decorrente de pandemias na primeira infância.

questão 5

(Enem) Nos últimos anos, ocorreu redução gradativa da taxa de crescimento populacional em quase todos os continentes. A seguir, são apresentados dados relativos aos países mais populosos em 2000 e também as projeções para 2050.

Gráfico compara dados dos países mais populosos em 2000 e projeção para 2050

Gráfico compara dados dos países mais populosos em 2000 e projeção para 2050

Internet: <www.ibge.gov.br>.

Com base nas informações acima, é correto afirmar que, no período de 2000 a 2050:

a) a taxa de crescimento populacional da China será negativa.

b) a população do Brasil duplicará.

c) a taxa de crescimento da população da Indonésia será menor que a dos EUA.

d) a população do Paquistão crescerá mais de 100%.

e) a China será o país com a maior taxa de crescimento populacional do mundo.

questão 6

 (Enem)

Os progressos da medicina condicionaram a sobrevivência de número cada vez maior de indivíduos com constituições genéticas que só permitem o bem-estar quando seus efeitos são devidamente controlados através de drogas ou procedimentos terapêuticos. São exemplos os diabéticos e os hemofílicos, que só sobrevivem e levam vida relativamente normal ao receberem suplementação de insulina ou do fator VIII da coagulação sanguínea”.

SALZANO, M. Francisco. Ciência Hoje: SBPC: 21(125), 1996.

Essas afirmações apontam para aspectos importantes que podem ser relacionados à evolução humana. Pode-se afirmar que, nos termos do texto,

a) os avanços da medicina minimizam os efeitos da seleção natural sobre as populações.

b) os usos da insulina e do fator VIII da coagulação sanguínea funcionam como agentes modificadores do genoma humano.

c) as drogas medicamentosas impedem a transferência do material genético defeituoso ao longo das gerações.

d) os procedimentos terapêuticos normalizam o genótipo dos hemofílicos e diabéticos.

e) as intervenções realizadas pela medicina interrompem a evolução biológica do ser humano. 

questão 7

(Enem) De acordo com reportagem sobre resultados recentes de estudos populacionais,

"... a população mundial deverá ser de 9,3 bilhões de pessoas em 2050. Ou seja, será 50% maior que os 6,1 bilhões de meados do ano 2000.(...) Essas são as principais conclusões do relatório Perspectivas da População Mundial – Revisão 2000, preparado pela Organização das Nações Unidas (ONU). (...) Apenas seis países respondem por quase metade desse aumento: Índia (21%), China (12%), Paquistão (5%), Nigéria (4%), Bangladesh (4%) e Indonésia (3%).

Esses elevados índices de expansão contrastam com os dos países mais desenvolvidos.

Em 2000, por exemplo, a população da União Européia teve um aumento de 343 mil pessoas, enquanto a Índia alcançou esse mesmo crescimento na primeira semana de 2001. (...)

Os Estados Unidos serão uma exceção no grupo dos países desenvolvidos. O país se tornará o único desenvolvido entre os 20 mais populosos do mundo."

O Estado de S. Paulo, 03 de março de 2001.

Considerando as causas determinantes de crescimento populacional, pode-se afirmar que:

a) na Europa, altas taxas de crescimento vegetativo explicam o seu crescimento populacional em 2000.

b) nos países citados, baixas taxas de mortalidade infantil e aumento da expectativa de vida são as responsáveis pela tendência de crescimento populacional.

c) nos Estados Unidos, a atração migratória representa um importante fator que poderá colocá-lo entre os países mais populosos do mundo.

d) nos países citados, altos índices de desenvolvimento humano explicam suas altas taxas de natalidade.

e) nos países asiáticos e africanos, as condições de vida favorecem a reprodução humana.

questão 8

(Enem) O quadro apresenta as 10 cidades mais populosas do mundo em 1900 e os resultados de projeções das populações para 2001 e 2015.

Quadro com projeções das populações para 2001 e 2015

Revista Veja, 24 de janeiro de 2001.

As variações populacionais apresentadas no quadro permitem observar que:

a) as maiores cidades do mundo atual devem crescer mais nos primeiros 15 anos deste século do que cresceram em todo o século XX.

b) atualmente as cidades mais populosas do mundo pertencem aos países subdesenvolvidos.

c) Tóquio, que hoje é a maior cidade do mundo, no início do século XX, ainda não era considerada uma grande cidade.

d) no início do século XX, as cidades com mais de 1 milhão de habitantes estavam localizadas em países que hoje são desenvolvidos.

e) o crescimento populacional das grandes cidades, nas primeiras décadas do século XXI, ocorrerá principalmente nos países hoje subdesenvolvidos.

questão 9

(Enem) A explosão demográfica que ocorreu a partir dos anos 50, especialmente no Terceiro Mundo, suscitou teorias ou políticas demográficas divergentes. Uma primeira teoria, dos neomalthusianos, defende que o crescimento demográfico dificulta o desenvolvimento econômico, já que provoca uma diminuição na renda nacional per capita e desvia os investimentos do Estado para setores menos produtivos. Diante disso, o país deveria desenvolver uma rígida política de controle de natalidade.

Uma segunda, a teoria reformista, argumenta que o problema não está na renda per capita e sim na distribuição irregular da renda, que não permite o acesso à educação e saúde. Diante disso o país deve promover a igualdade econômica e a justiça social.

Qual dos slogans abaixo poderia ser utilizado para defender o ponto de vista dos reformistas?

a) “Controle populacional já, ou o país não resistirá.”

b) “Com saúde e educação, o planejamento familiar virá por opção!”

c) “População controlada, país rico!”

d) “Basta mais gente, que o país vai para frente!”

e) “População menor, educação melhor!”

questão 10

 (Enem) A explosão demográfica que ocorreu a partir dos anos 50, especialmente no Terceiro Mundo, suscitou teorias ou políticas demográficas divergentes. Uma primeira teoria, dos neomalthusianos, defende que o crescimento demográfico dificulta o desenvolvimento econômico, já que provoca uma diminuição na renda nacional per capita e desvia os investimentos do Estado para setores menos produtivos. Diante disso, o país deveria desenvolver uma rígida política de controle de natalidade.

Uma segunda, a teoria reformista, argumenta que o problema não está na renda per capita e sim na distribuição irregular da renda, que não permite o acesso à educação e saúde. Diante disso o país deve promover a igualdade econômica e a justiça social.

Qual dos slogans abaixo poderia ser utilizado para defender o ponto de vista neomalthusiano?

a) “Controle populacional – nosso passaporte para o desenvolvimento.”

b) “Sem reformas sociais o país se reproduz e não produz.”

c) “População abundante, país forte!”

d) “O crescimento gera fraternidade e riqueza para todos.”

e) “Justiça social, sinônimo de desenvolvimento.” 

questão 11

(Mackenzie)

China vê política do filho único como ineficaz e planeja liberação total

País tem um crescente problema de escassez de mão de obra devido ao rápido envelhecimento da população. Há dois anos, a China deu o histórico passo de acabar com a política do filho único e permitir que todos os casais do país tivessem dois filhos, mas a medida não parece ter bastado para resolver seus problemas demográficos, o que levou o governo a estudar o fim de qualquer restrição familiar.

Por mais paradoxal que possa parecer, a China, país mais populoso do mundo, com quase 1,4 bilhão de pessoas, tem um crescente problema de escassez de mão de obra devido ao rápido envelhecimento da população. O governo esperava amenizar a questão com a mudança de 2016, mas a medida não teve o sucesso esperado.

[...] Para ampliar o alerta, em julho as autoridades divulgaram um dado preocupante. Após um crescimento da taxa de natalidade no país em 2016, coincidindo com o fim da “política do filho único”, o número de crianças nascidas no país caiu em 630 mil em 2017.

China vê política do filho único como ineficaz e planeja liberação total (Matéria revisa Veja, disponível aqui.)

A política do filho único mencionada no artigo jornalístico pode ser corretamente associada aos conceitos da teoria populacional:

a) ecomalthusiana.

b) reformista.

c) neomalthusiana.

d) transformadora.

e) possibilista.

questão 12

 (UEA) Desde, no mínimo, o início dos anos 1960, a disponibilidade calórica mundial é mais que suficiente para alimentar, de maneira correta, todos os habitantes do globo. Hoje, a produção per capita é 18% superior a seu nível de 30 anos atrás.

(Ricardo Abramovay. “A atualidade do método de Josué de Castro
e a situação alimentar mundial”. Revista de economia e sociologia rural, dezembro de 1996.)

As informações apresentadas pelo excerto constroem um cenário diferente daquele imaginado pela teoria demográfica denominada:

a) reformista.

b) neomalthusiana.

c) malthusiana.

d) natalista.

e) transitória. 

questão 13

(UEG) Observe a pirâmide etária dos países A e B.

Pirâmides etárias de países distintos em questão da UEG

De acordo com a análise das pirâmides etárias, verifica-se que:

a) o país A possui percentual de população adulta e idosa maior, se comparado ao país B.

b) a população em idade economicamente ativa no país A é menor que no país B.

c) no país A, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é maior que no país B.

d) a população adulta do país A tende a diminuir nos próximos 30 anos.

e) no país A, observa-se uma crescente redução da taxa de natalidade.

questão 14

(UEA) As pirâmides etárias expressam o número de habitantes de um país, distribuídos de acordo com o sexo e a idade. Analise as pirâmides etárias dos países 1 e 2.

Pirâmides etárias em questão da UEA

(United Nations. World population prospects, 2015. Adaptado.)

Com base nas pirâmides etárias apresentadas, é correto afirmar que:

a) o país 1 é subdesenvolvido, haja vista o elevado número de jovens.

b) o país 2 é desenvolvido, haja vista o elevado número de idosos.

c) o país 1 é desenvolvido, haja vista o predomínio de população adulta.

d) o país 2 é subdesenvolvido, haja vista a menor taxa de natalidade.

e) o país 1 é desenvolvido, haja vista a menor expectativa de vida.

questão 15

(Unitau) Suponha um país com uma pirâmide etária de base larga e topo afunilado, assemelhando-se a um triângulo, apresentando sete a oito camadas de crescimento populacional. Sobre esse país, é possível afirmar que:

a) apresenta uma alta expectativa de vida.

b) apresenta uma alta taxa de natalidade.

c) apresenta uma alta taxa de mortalidade infantil.

d) essa pirâmide é típica de países desenvolvidos.

e) apresenta uma taxa de fecundidade constante e distribuída em todas as camadas.

questão 16

(Enem) A redução do valor da aposentadoria se deve ao fator previdenciário, mecanismo utilizado pelo INSS para tentar adiar a aposentadoria dos trabalhadores mais jovens, penalizando quem se aposenta mais cedo, já que esse segurado, teoricamente, vai receber o benefício por mais tempo.

RESENDE, T. Disponível em: http://ieprev.com.br. Acesso em: 25 out. 2015 (adaptado).

Políticas previdenciárias como a apresentada no texto têm sido justificadas com base na dinâmica populacional de aumento da:

a) fuga de cérebros.

b) taxa de natalidade.

c) expectativa de vida.

d) proporção de adultos.

e) imigração de refugiados.

questão 17

(Enem) A pirâmide de formato triangular da década de 1970 foi dando lugar a uma pirâmide mais retangular de base mais estreita e topo mais largo. Em 1991, a população de 0 a 14 anos correspondia a 34,7% da população brasileira, tendo passado para 24,1% em 2010. A população em idade ativa, entre 15 e 59 anos, por sua vez, passou de 58,0% a 65,1% no mesmo período.

IBGE. Brasil em números. Rio de Janeiro: IBGE, 2014.

As alterações no perfil demográfico brasileiro, descritas no texto, trouxeram como consequência socioeconômica o(a):

a) aumento da mortalidade infantil.

b) crescimento das desigualdades regionais.

c) redução dos gastos na educação superior.

d) restrição no atendimento público hospitalar.

e) expansão na demanda por ocupações laborais.

questão 18

(Enem)

Composição da população brasileira, por faixa de idade

Pirâmides etárias mostram composição da população brasileira, por faixa de idade, em 1980, 2011 e 2040

A evolução da pirâmide etária apresentada indica a seguinte tendência:

a) crescimento da faixa juvenil.

b) aumento da expectativa de vida.

c) elevação da taxa de fecundidade.

d) predomínio da população masculina.

e) expansão do índice de mortalidade.

questão 19

(Enem)

Taxa média de crescimento anual da população brasileira

Gráfico com taxa média de crescimento anual da população brasileira

Disponível em: www.ibge.gov.br. Acesso em: 5 mar. 2013 (adaptado).

A alteração apresentada no gráfico a partir da década de 1960 é reflexo da redução do seguinte indicador populacional:

a) expectativa de vida.

b) população absoluta.

c) índice de mortalidade.

d) desigualdade social.

e) taxa de fecundidade.

questão 20

A urbanização e a expansão na rede de saneamento básico são realidades que marcaram o Brasil ao longo do século XX. Mudanças no padrão econômico do país e necessidades sanitárias justificaram a ocorrência desses elementos que influenciam diretamente no comportamento da população, como na:

a) natalidade.

b) população ativa.

c) escolaridade.

d) expectativa de vida.

e) migração.

respostas
Questão 1

Letra C. Na fase do bônus demográfico, a qualificação da mão de obra deve ser priorizada, uma vez que o número de crianças diminui e os investimentos em educação infantil se tornam menores. Qualificar a mão de obra contribui para a melhoria da economia nacional.

Voltar a questão
Questão 2

Letra B. A transição demográfica concluída caracteriza-se pela redução no número de crianças e aumento do número de idosos. O continente europeu foi o primeiro a atingir tal status e os aspectos econômicos devem ser observados, uma vez que já são esperados quando ocorre uma mudança estrutural na composição da sociedade.

Voltar a questão
Questão 3

Letra A. A redução de mão de obra é um dos principais resultados da redução da natalidade em um país. Menos crianças, menos jovens, menos oferta de mão de obra ativa. Adequar os investimentos em educação é uma das estratégias dos países a fim de reduzir possíveis problemas econômicos.

Voltar a questão
Questão 4

Letra A. A estrutura familiar em países onde a redução da natalidade é uma realidade, como o caso dos europeus, reflete mudanças nos padrões de natalidade adotados em décadas anteriores. A tendência é de mudanças contínuas envolvendo a atual e as gerações futuras.

Voltar a questão
Questão 5

Letra D. Países onde as religiões influenciam fortemente a cultura geral e as políticas públicas tendem a apresentar elevados índices de crescimento populacional em função da condenação dos métodos contraceptivos. O Paquistão é um exemplo de país que, em função desse aspecto, apresentará forte crescimento populacional nas próximas décadas.

Voltar a questão
Questão 6

Letra A. Os avanços nas diversas áreas da Medicina são responsáveis diretos pela elevação da expectativa de vida em todos os países. Ter acesso a tais avanços permite que o indivíduo viva mais e melhor.

Voltar a questão
Questão 7

Letra C. O crescimento populacional deve ser compreendido como resultado das taxas de natalidade e mortalidade, índices de imigração e emigração. Em alguns países, como os Estados Unidos, onde a entrada de imigrantes é intensa, o fator migração é relevante para a composição da população. No caso do Brasil, os índices de emigração e imigração não são suficientes para alterar o quadro demográfico, por isso, aqui, consideram-se, principalmente, a natalidade e mortalidade.

Voltar a questão
Questão 8

Letra E. Nos países subdesenvolvidos, verifica-se elevado crescimento populacional, em função da alta natalidade, além de forte urbanização.

Voltar a questão
Questão 9

Letra B. Os reformistas defendem que o controle no crescimento populacional mais eficiente é aquele que decorre de um comportamento natural da sociedade e só pode ser alcançado com profunda reforma na sociedade, especialmente por meio de um intenso combate à miséria e pobreza.

Voltar a questão
Questão 10

Letra A. A teoria neomalthusiana baseia-se na proposta de que o desenvolvimento econômico de um país só ocorre após o controle do crescimento populacional. Ela enxerga o crescimento populacional como um entrave ao crescimento econômico.

Voltar a questão
Questão 11

Letra C. O controle do crescimento demográfico imposto à sociedade chinesa no final do século XX é o maior exemplo de aplicação prática da teoria neomalthusiana. Associar o subdesenvolvimento econômico ao crescimento populacional é a máxima da teoria dos neomalthusianos.

Voltar a questão
Questão 12

Letra C. A teoria malthusiana baseia-se na relação entre a produção de alimentos e o aumento da população mundial. Segundo seu autor, Robert Thomas Malthus, a produção de alimentos seria insuficiente para alimentar a população mundial, que crescia em ritmo acelerado desde o século XVIII.

Voltar a questão
Questão 13

Letra B. O país A apresenta população infantil e juvenil maiores que as populações adultas, economicamente ativas. Trata-se de uma típica pirâmide etária de país subdesenvolvido, na qual os índices de natalidade são elevados.

Voltar a questão
Questão 14

Letra C. O país 1 é notadamente um país onde os índices de natalidade encontram-se reduzidos. Predomina a população adulta, com grande volume de população idosa, o que é típico de país desenvolvido.

Voltar a questão
Questão 15

Letra B. A base de uma pirâmide etária retrata o comportamento da natalidade de um país, estado ou cidade, uma vez que indica a quantidade de crianças existentes.

Voltar a questão
Questão 16

Letra C. Quanto mais uma população envelhece, maiores serão os gastos previdenciários. Mudanças nas políticas e leis sobre tempo de trabalho e aposentadorias são comuns em países onde a expectativa de vida aumenta. A ideia é simples: vivendo mais, a população deve trabalhar mais tempo.

Voltar a questão
Questão 17

Letra E. O aumento da população em idade ativa verificado no Brasil no período indicado resulta em aumento da oferta de indivíduos disponíveis ao trabalho.

Voltar a questão
Questão 18

Letra B. A dinâmica das pirâmides etárias do Brasil indica aumento da expectativa de vida. A elevação das pirâmides e o aumento das linhas que representam a população idosa provam que os brasileiros estão vivendo mais tempo. Outro destaque é a redução da natalidade, com o estreitamento das pirâmides em suas bases.

Voltar a questão
Questão 19

Letra E. A taxa de fecundidade representa o número de filhos por mulher em idade fértil. A redução dessa taxa só pode ocorrer em função de reduções contínuas nas taxas de natalidade. O Brasil apresenta redução da natalidade desde a década de 1960 e, por consequência, redução da fecundidade.

Voltar a questão
Questão 20

Letra D. A urbanização e as melhorias no saneamento básico contribuem de forma direta para o aumento da expectativa de vida.

Voltar a questão