Whatsapp

Exercícios sobre o neocolonialismo na África

Exercícios de História

Esta lista de exercícios testará os seus conhecimentos acerca do neocolonialismo na África, fenômeno que resultou na invasão, ocupação e exploração do continente africano. Publicado por: Daniel Neves Silva
questão 1

(GSA Concursos) Várias foram as formas de resistência de países africanos e asiáticos ao imperialismo europeu nos séculos XIX e XX. Dentre eles, destaca-se a Conferência de Bandungue. Qual alternativa contém uma afirmação incorreta sobre os princípios da conferência:

a) Reconhecimento da igualdade de todas as raças e nações.

b) Solução de todos os conflitos internacionais por meios pacíficos.

c) Respeito pela justiça e obrigações internacionais.

d) Aproximação do socialismo.

e) Estímulo aos interesses mútuos de cooperação.

questão 2

(IDHTec) Referente ao novo imperialismo europeu no Marrocos é INCORRETO afirmar que:

a) no século XIX, o Marrocos era um sultanato muçulmano, convulsionado por tribos submissas e por senhores feudais independentes.

b) devido a algumas riquezas minerais, o Marrocos havia despertado a cobiça de várias nações europeias, mas, em 1904, o comércio francês já ultrapassava o de qualquer outro país na região.

c) pretendendo transformá-la não apenas numa fonte de riqueza, mas também em ponto de apoio para defesa Argélia, a França fez um acordo secreto com a Inglaterra no sentido de desmembrar o Marrocos, ficando uma pequena fronteira a Gibraltar com a Espanha e o resto com a França, recebendo a Inglaterra, como retribuição, absoluta liberdade de ação no Egito.

d) os russos também tinham interesse na região e, em 1912, aceitaram receber uma parte do Congo Francês (África) para abandonar todas as suas pretensões no Marrocos, o que posteriormente decorreu em divergências entre esses países.

e) em 1956, a França foi obrigada a reconhecer a independência do Marrocos.

questão 3

(Furb) Não é somente a unidade que pode nos fundir em uma força efetiva, capaz de criar nosso próprio progresso e fazer nossa valiosa contribuição para a paz mundial? Que estado africano independente reivindicará que sua estrutura financeira e instituições bancárias estão totalmente ligadas ao seu desenvolvimento nacional? Quem afirmará que seus recursos materiais e energias humanas estão disponíveis para suas próprias aspirações nacionais? Estamos aprendendo rapidamente que a independência política não é suficiente para nos livrar das consequências do domínio colonial. Temos estado muito ocupados cuidando de nossos estados separados para entender completamente a necessidade básica de união, enraizada em um objetivo comum, em um planejamento comum e em um esforço comum.

Kwame Nkrumah, 1963

O discurso do presidente de Gana na Organização da Unidade Africana exposto acima diz respeito a um fenômeno histórico que ficou conhecido como:

a) imperialismo.

b) revolução socialista.

c) neocolonialismo.

d) pan-africanismo.

e) Conferência de Berlim.

questão 4

(Nucepe) Novos países emergiram da luta contra o colonialismo […]. Tratava-se de um processo de mudança que teve início logo após o término da guerra na Europa e se intensificou na década de 1950 […]. Os impérios coloniais construídos, em grande parte, no século XIX, pareciam iniciar, de fato, um processo de liquidação.

Na África, na Índia, Indonésia, era como se ingleses, franceses, belgas, portugueses e holandeses começassem a sentir que a dominação do homem branco sobre o planeta terra entrava em fase de extinção.

(LINHARES, Maria Yedda. Descolonização e lutas de libertação nacional . IN: REIS, Daniel Aarão; FERREIRA, Jorge e ZENHA, Celeste. O século XX. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002, p.40–41).

Os processos de descolonização da Ásia e da África referidos no texto ocorreram no pós-guerra, num contexto em que

a) a divisão do mundo em dois blocos ideológicos distintos, bem como a política de equilíbrio resultante, foi fator de adiamento do processo de libertação das colônias.

b) a ascensão de movimentos nacionalistas, de cunho fascista na Europa, inspirou as colônias também à busca pela composição de suas referências políticas nacionais.

c) as burguesias metropolitanas, que tiveram seu poder econômico ampliado com a vitória sobre os regimes nazifascistas, apoiaram os movimentos pró-descolonização.

d) as tensões ideológicas, características da Guerra Fria, influenciaram no alinhamento de áreas descolonizadas a uma das grandes potências do mundo bipolar.

e) o incondicional auxílio norte-americano, por meio do Plano Marshall, às colônias deflagradas contribuiu para o recuo das potências colonialistas e de seus aliados.

questão 5

A conferência responsável pela divisão do continente africano foi realizada em qual cidade?

a) Berlim.

b) Bruxelas.

c) Londres.

d) Paris.

e) Viena.

questão 6

O Mapa Cor-de-rosa foi um dos projetos de ocupação colonial desenvolvidos por europeus em relação ao continente africano. Esse projeto continha interesses neocoloniais de qual país?

a) Reino Unido.

b) França.

c) Portugal.

d) Espanha.

e) Alemanha.

questão 7

O neocolonialismo tem relação direta com um acontecimento que revolucionou a Europa. Estamos falando da(s):

a) Revolução Francesa.

b) Revolução Industrial.

c) Revolução Gloriosa.

d) Guerras Napoleônicas.

e) Reforma Protestante.

questão 8

O Congo Belga foi uma colônia da Bélgica que recebeu o nome de Estado Livre do Congo. A colonização belga no Congo ficou marcada pela violência com que os europeus tratavam os congoleses. No final, estima-se que cerca de 10 milhões de pessoas tenham morrido durante a colonização. O imperador belga no período era:

a) Leopoldo I.

b) Alberto I.

c) Leopoldo II.

d) Alberto II.

e) Balduíno.

questão 9

Qual país africano foi invadido pelos italianos durante o governo do fascista Benito Mussolini?

a) Etiópia.

b) Somália.

c) Tanzânia.

d) Marrocos.

e) Argélia.

questão 10

Qual país europeu perdeu todas as suas colônias na África após a Primeira Guerra Mundial?

a) França.

b) Reino Unido.

c) Portugal.

d) Espanha.

e) Alemanha.

questão 11

Primeiro-ministro de Madagáscar que foi responsável por realizar uma tentativa de modernização da ilha africana com o objetivo de impedir que o país fosse invadido por europeus. Seu governo se encerrou quando foi deposto pelos franceses na década de 1890. Estamos falando de:

a) Rainilaiarivony.

b) Rainivoninahitriniony.

c) Ranavalona II.

d) Rainitsimbazafy.

e) Radama I.

questão 12

Qual país europeu não possuiu colônias na África durante a neocolonização?

a) Reino Unido.

b) França.

c) Alemanha.

d) Bélgica.

e) Áustria.

respostas
Questão 1

Letra D

A Conferência de Bandungue reuniu 29 nações da África e da Ásia com o intuito de promover a cooperação econômica e cultural entre ambos os continentes. Essa conferência ficou marcada pela postura das nações de não se alinharem nem em defesa da União Soviética, nem em defesa dos Estados Unidos. Os países envolvidos queriam traçar o próprio desenvolvimento sem ter que entrar na lógica binária da Guerra Fria.

Voltar a questão
Questão 2

Letra D

No cenário do neocolonialismo na África no final do século XIX, não havia interesse da Rússia em obter colônias na África, incluindo o Marrocos.

Voltar a questão
Questão 3

Letra D

O pan-africanismo foi uma ideologia que se estabeleceu no começo do século XX, tendo como proposta a união dos povos africanos como forma de defender os interesses da África. Essa união também seria uma forma para lutar contra a segregação racial.

Voltar a questão
Questão 4

Letra D

O contexto de descolonização da África e da Ásia foi fortemente influenciado pelo cenário de polarização do planeta durante a Guerra Fria. Tanto Estados Unidos quanto União Soviética incentivaram movimentos anticoloniais na África com o intuito de aumentar a sua influência nesses locais.

Voltar a questão
Questão 5

Letra A

A Conferência de Berlim foi realizada entre novembro de 1884 e fevereiro de 1885, sendo organizada pelo primeiro-ministro alemão Otto von Bismarck. Essa conferência tinha como proposta debater questões relativas à ocupação do continente africano.

Voltar a questão
Questão 6

Letra C

O Mapa Cor-de-rosa foi uma proposta levada pelos portugueses à Conferência de Berlim. Nela, os portugueses propunham ocupar uma parte considerável do sul da África, de modo a ligar territorialmente duas colônias portuguesas no continente: Angola e Moçambique. A proposta não avançou e ainda causou problemas diplomáticos entre Portugal e Reino Unido.

Voltar a questão
Questão 7

Letra B

A Revolução Industrial foi um acontecimento crucial para o início do neocolonialismo, uma vez que o avanço da indústria alimentou a necessidade das nações europeias por fontes de matérias-primas, por exploração de mão de obra e por aumento da produção como forma de garantir a abertura de novos mercados consumidores.

Voltar a questão
Questão 8

Letra C

O Estado Livre do Congo foi a colônia que os belgas criaram durante o reinado de Leopoldo II, imperador da Bélgica de 1885 a 1909. O Congo Belga ficou marcado pela violenta exploração do trabalho das populações locais e pelo genocídio de milhões de pessoas.

Voltar a questão
Questão 9

Letra A

A Etiópia Italiana foi uma colônia que se estabeleceu depois que a Etiópia, nação independente na África, foi invadida por tropas italianas em 1936. A invasão pela Itália foi autorizada pelo governante do país, o fascista Benito Mussolini. A Etiópia esteve sob comando italiano até 1941, quando os italianos foram expulsos.

Voltar a questão
Questão 10

Letra E

A Alemanha foi o país que perdeu todas as suas colônias na África ao final da Primeira Guerra Mundial. Essa perda aconteceu como uma imposição realizada por franceses e ingleses durante as negociações que resultaram no Tratado de Versalhes.

Voltar a questão
Questão 11

Letra A

Rainilaiarivony esteve no cargo de primeiro-ministro de Madagáscar por 31 anos (1864–1895). Foi responsável por tentativas de modernização de seu país com o intuito de garantir a soberania e independência malgaxe. Entretanto, o país tornou-se alvo francês, sendo invadido e conquistado após duas guerras. Rainilaiarivony foi deposto pelos franceses em 1895.

Voltar a questão
Questão 12

Letra E

Entre os países mencionados, a Áustria foi a única nação que não possuiu nenhuma colônia no continente africano.

Voltar a questão
Logo Artigo
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas
Artigo
Relacionado