Topo
pesquisar

Exercícios sobre Primavera Árabe

Exercícios de Geografia

Primavera Árabe foi uma expressão criada para denominar uma série de revoluções em países árabes localizados no norte da África e no Oriente Médio. Publicado por: Rodolfo F. Alves Pena
questão 1

Os protestos nessa revolução iniciaram-se em janeiro de 2011, com o objetivo de derrubar o então ditador Hosni Mubarak, o que foi concretizado em menos de um mês. Os rebeldes foram profundamente influenciados por outra revolução realizada em um país próximo, que derrubou o então ditador Zine El Abidini Ben Ali, que se encontrava há 24 anos no poder.

As revoluções a que o texto se refere são, respectivamente:

a) Revolução dos Clérigos, em Bangladesh, e a Revolução dos Trópicos, na China.

b) Revolução de Independência da Bósnia e a Revolta Militar Sérvia.

c) Revolução de Lótus, no Egito, e Revolução de Jasmim, na Tunísia.

d) Revolução da Síria e Revolução Iraniana.

questão 2

Assinale a alternativa com o nome da primeira das revoltas que marcaram a Primavera Árabe.

a) Revolução árabe

b) Revolução de Lótus

c) Revolução Líbia

d) Revolução de Jasmim

e) Revolução Palestina

questão 3

"Primavera Árabe" precisa ser aposentada

Eu acho que agora é oficial: a "Primavera Árabe" precisa ser aposentada. Não tem nada de primaveril acontecendo por lá. O mais amplo, mas ainda vagamente esperançoso, "Despertar Árabe" também já não parece válido, considerando-se tudo o que já foi despertado. E, por isso, o estrategista Anthony Cordesman provavelmente está certo quando afirma que atualmente é melhor falar da "Década Árabe" ou do "Quarto de Século Árabe" – um longo período de instabilidade intranacional e intrarregional, durante o qual a luta tanto pelo futuro do Islã quanto pelo futuro de cada país árabe se misturou em um "choque dentro de uma civilização" [...].

FRIEDMAN, Thomas L. "Primavera Árabe" precisa ser aposentada. Uol Notícias, 13/04/2013. Disponível em: http://noticias.uol.com.br/blogs-e-colunas/coluna/thomas-friedman/2013/04/13/primavera-arabe-precisa-ser-aposentada.htm

De acordo com a leitura do texto e com os seus conhecimentos sobre o que se denominou por “Primavera Árabe”, assinale a alternativa incorreta:

a) O autor defende a ideia de que a expressão “Primavera Árabe” não é suficiente para designar as sucessivas revoltas populares no Oriente Médio em razão do caráter duradouro desses movimentos, que se estendem por mais tempo do que uma simples estação do ano.

b) A escolha do autor pela expressão “Década Árabe” se deve ao fato de as revoluções da Primavera Árabe já terem completado dez anos de existência.

c) Ao contrário do que ocorre na Tunísia e no Egito, as revoluções na Líbia e na Síria caracterizam-se pelo confronto militar entre tropas leais aos regimes e os povos rebeldes.

d) Nem todas as revoluções da Primavera Árabe desejam a deposição dos governantes, a exemplo da população do Marrocos, que defende apenas a diminuição dos plenos poderes do Rei Mohammed VI.

e) Percebe-se no texto que o autor preconiza a ideia de que a duração das sucessivas revoluções árabes pode ser maior do que a comunidade internacional imaginava.

questão 4

(Enem - 2011)

No mundo árabe, países governados há décadas por regimes políticos centralizadores contabilizam metade da população com menos de 30 anos; desses, 56% têm acesso à internet. Sentindo-se sem perspectivas de futuro e diante da estagnação da economia, esses jovens incubam vírus sedentos por modernidade e democracia. Em meados de dezembro, um tunisiano de 26 anos, vendedor de frutas, põe fogo no próprio corpo em protesto por trabalho, justiça e liberdade. Uma série de manifestações eclode na Tunísia e, como uma epidemia, o vírus libertário começa a se espalhar pelos países vizinhos, derrubando em seguida o presidente do Egito, Hosni Mubarak. Sites e redes sociais — como o Facebook e o Twitter — ajudaram a mobilizar manifestantes do norte da África a ilhas do Golfo Pérsico.

SEQUEIRA, C. D.; VILLAMÉA, L. A epidemia da Liberdade. IstoÉ Internacional. 2 mar. 2011 (adaptado).

Considerando os movimentos políticos mencionados no texto, o acesso à internet permitiu aos jovens árabes:

a) reforçar a atuação dos regimes políticos existentes.

b) tomar conhecimento dos fatos sem se envolver.

c) manter o distanciamento necessário à sua segurança.

d) disseminar vírus capazes de destruir programas dos computadores.

e) difundir ideias revolucionárias que mobilizaram a população.

questão 5

Relacione as colunas, ligando os ditadores que foram alvos das revoluções da Primavera Árabe aos seus respectivos países.

(1) Muammar Kadhafi.

(2) Hosni Mubarak

(3) Ali Abdullah Saleh

(4) Bashar al-Assad

(5) Zine El Abidini Ben Ali.

(  ) Iêmen

(  ) Tunísia

(  ) Líbia

(  ) Egito

(  ) Síria

respostas
Questão 1

Os primeiros protestos, que visaram à derrubada de Hosni Mubarak, referem-se à Revolução de Lótus, também chamada de “Dias de Fúria”, que ocorreu no Egito após a influência da também bem-sucedida Revolução de Jasmim, na Tunísia, concluída um mês antes.

Letra C.

Voltar a questão
Questão 2

A primeira revolução que desencadeou as sequências de eventos que deflagraram a Primavera Árabe ocorreu na Tunísia e recebeu o nome de Revolução de Jasmim.

Portanto, letra d.

Voltar a questão
Questão 3

a) Correta – A ideia de “primavera” se faz em razão da rápida duração e conclusão de uma determinada ação. No caso da “Primavera Árabe”, o período de duração com certeza é maior e, por isso, outra expressão deve ser escolhida para designar as ondas de protestos e revoluções que marcam o mundo árabe.

b) Incorreta – As revoluções árabes ainda não completaram 10 anos de existência. A preferência pela expressão “Década Árabe” se faz pelo fato de tais revoluções serem características da década de 2010.

c) Correta – Tanto a revolução na Líbia, que derrubou o ditador Muammar Kadhafi, quanto a onda de protestos na Síria, que luta pela deposição de Bashar al-Assad, foram marcadas pela ampla repressão do governo e os consequentes conflitos armados nesses países.

d) Correta – Assim como em outros países, não há a exigência da derrocada do líder de Estado, mas a diminuição de seus plenos poderes.

e) Correta – O autor enfatiza que as revoluções andam “vagarosamente” e que, portanto, não podem ser denominadas através das expressões “primavera” e “despertar”, pois tais nomes referem-se a movimentos mais rápidos e passageiros, o que não é o caso.

Voltar a questão
Questão 4

Alternativa E

Foi por meio das redes sociais que as principais mobilizações se manifestaram. A população jovem, insatisfeita com as condições e características dos regimes ditatoriais, organizaram-se utilizando instrumentos de sites como o Twitter e o Facebook para difundir as suas insatisfações, marcar datas e organizar os protestos que culminaram na derrocada das ditaduras na Tunísia e no Egito.

Voltar a questão
Questão 5

Sequência correta:

(3)

(5)

(1)

(2)

(4)

Voltar a questão
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas
artigo
relacionado
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Exercícios Brasil Escola