Topo
pesquisar

Exercícios sobre Brecha Camponesa no Brasil

Exercícios de História do Brasil

Nestes exercícios sobre Brecha Camponesa no Brasil, você poderá comprovar o que aprendeu sobre os detalhes do período colonial brasileiro. Publicado por: Cláudio Fernandes
questão 1

Com relação à Brecha Camponesa no Brasil, é correto dizer que:

a) Existia desde antes da colonização portuguesa.

b) Foi inicialmente empregada aos índios.

c) Foi legalizada logo com a chegada do primeiro contingente de escravos.

d) Só foi sancionada no final do século XVII por meio de ordens régias.

e) Só foi sancionada em 1824, com a Constituição Imperial.

questão 2

(PUC-RS) “ Um outro mecanismo de controle e manutenção da ordem escravista foi a criação de uma margem de economia própria para o escravo dentro do sistema escravista, a chamada ‘brecha camponesa’. Ao ceder um pedaço de terra em usufruto e a folga semanal para trabalhá-la, o senhor aumentava a quantidade de gêneros disponíveis para alimentar a escravatura numerosa, ao mesmo tempo em que fornecia uma válvula de escape para as pressões resultantes da escravidão (...). O espaço da economia própria servia para que os escravos adquirissem tabaco, comida de regala, uma roupinha melhor para mulher e filhos, etc. Mas, no Rio de Janeiro do século XIX, sua motivação principal parece ter sido o que apontamos como válvula de escape para as pressões do sistema: a ilusão de propriedade ‘distrai’ a escravidão e prende, mais do que uma vigilância feroz e dispendiosa, o escravo à fazenda. ‘Distrai’, ao mesmo tempo, o senhor do seu papel social, tornando-o mais humano aos seus próprios olhos. (...) Certamente o fazendeiro vê encher-se a sua alma de certa satisfação quando vê vir o seu escravo da sua roça trazendo o seu cacho de bananas, o cará, a cana, etc. (...) O sistema escravista – como qualquer outro – não poderia, evidentemente, viabilizar-se apenas pela força. ‘O extremo aperreamento desseca-lhes o coração’, escreve o barão justificando a economia própria dos escravos, ‘endurece-os e inclina-os para o mal. O senhor deve ser severo, justiceiro e humano’.” (REIS, João José & SILVA, Eduardo, In: MOTA, Myriam Becho & BRAICK, Patrícia Ramos. História das cavernas ao terceiro milênio . São Paulo: Moderna, 1997, p. 248.).

A chamada “brecha camponesa”, de que tratam os autores do texto, refere-se a:

a) um pedaço de terra cedido em usufruto ao escravo, além de uma folga semanal para trabalhar na terra, de onde os negros podiam extrair gêneros extras para sua subsistência, como o tabaco, a banana, o cará, a comida de regalo, etc.

b) um mecanismo de distração dos senhores, os quais passaram a produzir alguns gêneros para sua subsistência, criando, assim, uma válvula de escape contra as pressões do sistema.

c) um mecanismo de distração para os escravos que, após passarem a semana inteira produzindo apenas cana-de-açúcar, em um dia da semana poderiam se dedicar ao plantio de outros gêneros, além de receberem uma pequena parcela da produção para seu próprio consumo.

d) um mecanismo de controle e manutenção da ordem escravista, já que senhores e escravos podiam trabalhar conjuntamente, distraindo-se das tensões permanentes do sistema e amenizando as profundas diferenças sociais existentes entre eles.

e) uma espécie de propriedade privada dos escravos, que possibilitava a estes produzir gêneros complementares para sua subsistência, suprindo também as necessidades alimentares de seu senhor, que trocava esses produtos por cana-de-açúcar.

questão 3

Além de amenizar ou evitar possíveis conflitos diretos entre senhores e escravos, a Brecha Camponesa também possibilitava:

a) a interação com imigrantes camponeses europeus.

b) o desenvolvimento da indústria agropecuária.

c) o enriquecimento dos escravos.

d) a distribuição de renda entre os escravos partícipes da Brecha Camponesa.

e) uma diversificação dos produtos cultivados no interior da colônia.

questão 4

Na prática da Brecha Camponesa, o escravo tinha a oportunidade também de:

a) tornar-se proprietário de suas terras cultiváveis.

b) desenvolver os sistemas de cultivo praticados no continente africano.

c) exportar o excedente produzido para outros países.

d) escolher os horários de trabalho.

e) tornar-se livre após determinado tempo de trabalho prestado na brecha.

respostas
Questão 1

Letra D

A prática da Brecha Camponesa foi sancionada (tornada legal e regularizada) pela coroa portuguesa nos fins do século XVII, quando havia a necessidade de impedir eventuais revoltas de escravos e diversificar a produção agrícola do interior da Colônia.

Voltar a questão
Questão 2

Letra D

A Brecha Camponesa teve como característica principal a contenção de eventuais tensões entre senhores e escravos, de modo a sofisticar o sistema escravista. Ao escravo era dada a possibilidade de administrar um pedaço de terra do senhor, usando suas próprias técnicas de cultivo. Isso fazia com que a condição de escravo pudesse ser momentaneamente amenizada.

Voltar a questão
Questão 3

Letra E

Um dos efeitos da prática da Brecha Camponesa era a diversificação dos produtos agrícolas consumidos no interior da Colônia, haja vista que, dada a economia da plantation, em que grandes faixas de terras eram usadas para o plantio de um único tipo de cultura (no caso, a cana-de-açúcar), havia a necessidade de uma agricultura voltada para outros produtos.

Voltar a questão
Questão 4

Letra B

Na prática da agricultura aplicada à Brecha Camponesa, o escravo empregava, geralmente, os conhecimentos que havia adquirido em sua terra natal. Várias culturas agrícolas africanas foram exercidas nas Brechas Camponesas, dada a proximidade entre as terras cultiváveis do Brasil e das savanas africanas.

Voltar a questão
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas
artigo
relacionado
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Exercícios Brasil Escola