Whatsapp

Exercícios sobre o Brasil Império

Exercícios de História do Brasil

Teste os seus conhecimentos a respeito do Brasil Império, o período de nossa história em que a monarquia esteve em vigor (1822-1889). Publicado por: Daniel Neves Silva
questão 1

(Selecon - adaptado) O texto a seguir é um trecho da carta deixada por D. Pedro I a seu filho, Pedro de Alcântara, quando da sua partida para a Europa em 1831:

“Meu querido filho e imperador… Deixar filhos, pátria e amigos, não pode haver maior sacrifício; mas levar a honra ilibada, não pode haver maior glória. Lembre-se sempre de seu pai, ame a sua e a minha pátria, siga os conselhos que lhe derem aqueles que cuidarem de sua educação, e conte que o mundo o há de admirar… Eu me retiro para a Europa… Adeus, meu amado filho, receba a bênção de seu pai que se retira saudoso e sem mais esperanças de o ver. D. Pedro de Alcântara, 12 de abril de 1831.”

Imperador e Defensor Perpétuo do Brasil, coroado em 1822, D. Pedro I foi levado à abdicação nove anos depois. Diversos fatores contribuíram para essa decisão do imperador, dentre os quais se pode destacar:

a) a grave crise econômica causada pela superprodução do açúcar, que fez baixar drasticamente seu preço no mercado externo, afetando diretamente a balança comercial brasileira.

b) a pressão exercida pelo governo britânico, insatisfeito com as medidas absolutistas do imperador, em nome da manutenção de uma Monarquia Constitucional que se espelhasse no modelo liberal inglês.

c) a perda do apoio político de grande parte da elite política, formada por grandes fazendeiros e comerciantes, insatisfeita com o autoritarismo de D. Pedro I, evidenciado pela criação e utilização do Poder Moderador.

d) a grande pressão popular, através de manifestações violentas na Corte, exigindo do imperador a adoção do voto universal, o fim da escravidão e uma reforma agrária radical.

e) nenhuma das alternativas acima.

questão 2

(Unifil - adaptado) Assinale abaixo a resposta que equivale a um dos principais movimentos de resistência ao poder absolutista de D. Pedro I.

a) Revolução Pernambucana de 1817

b) Constituição de 1924

c) Confederação do Equador

d) Regência Permanente

e) Revolução Praieira

 

questão 3

(Idecan - adaptado) O período regencial foi marcado pela abdicação do trono do então imperador Dom Pedro I e pela ascensão de seu sucessor Pedro de Alcântara, ainda uma criança, situação que tornava inviável sua real efetivação no poder. O país então passou a ser comandado por regentes até que Dom Pedro II atingisse sua maioridade. Entretanto, a disputa pelo controle do governo gerou uma grave crise política que culminou no surgimento de inúmeras revoltas pelo império. São revoltas do Período Regencial, EXCETO:

a) Cabanagem

b) Revolta dos Malês

c) Guerra de Canudos

d) Guerra dos Farrapos

e) Balaiada

 

questão 4

(Enem) Substitui-se então uma história crítica, profunda, por uma crônica de detalhes onde o patriotismo e a bravura dos nossos soldados encobrem a vilania dos motivos que levaram a Inglaterra a armar brasileiros e argentinos para a destruição da mais gloriosa república que já se viu na América Latina, a do Paraguai.

CHIAVENATTO, J. J. Genocídio americano: A Guerra do Paraguai. São Paulo: Brasiliense, 1979 (adaptado).

O imperialismo inglês, “destruindo o Paraguai, mantém o status quo na América Meridional, impedindo a ascensão do seu único Estado economicamente livre”. Essa teoria conspiratória vai contra a realidade dos fatos e não tem provas documentais. Contudo essa teoria tem alguma repercussão.

DORATIOTO. F. Maldita guerra: nova história da Guerra do Paraguai. São Paulo: Cia. das Letras, 2002 (adaptado).

Uma leitura dessas narrativas divergentes demonstra que ambas estão refletindo sobre

a) a carência de fontes para a pesquisa sobre os reais motivos dessa guerra.

b) o caráter positivista das diferentes versões sobre essa guerra.

c) o resultado das intervenções britânicas nos cenários de batalha.

d) a dificuldade de elaborar explicações convincentes sobre os motivos dessa guerra.

e) o nível de crueldade das ações dos exércitos brasileiro e argentino durante o conflito.

questão 5

O processo de abolição do trabalho escravo aconteceu de maneira lenta, sendo marcado por uma série de leis que promoveram essa abolição de maneira gradual em nosso país, entre elas, constava a

a) Lei Saraiva.

b) Lei de Terras.

c) Lei Moret.

d) Lei dos Sexagenários.

e) Lei Pereira Passos.

questão 6

Um dos grupos mais ativos no golpe que promoveu a derrubada da monarquia e a proclamação da república foram os militares. Que ideologia influenciou a ação dos militares no final do século XIX?

a) socialismo

b) positivismo

c) liberalismo

d) anarquismo

e) libertarianismo

questão 7

Qual o nome da medida tomada pelos ingleses visando a obrigar o Brasil a colocar fim no tráfico de africanos escravizados?

a) Bill Palmerston

b) Christie Question

c) Tratado de Amizade, Comércio e Navegação

d) Lei Eusébio de Queirós

e) Bill Aberdeen

questão 8

A Revolução Praieira foi uma grande revolta que aconteceu em Pernambuco, entre 1848 e 1850, e contou com certa adesão popular. O fato primordial dessa revolta foi:

a) falta de açúcar no mercado pernambucano.

b) aumento dos impostos para pagar o sistema de iluminação pública do Rio de Janeiro.

c) insatisfação dos escravizados com a escravidão.

d) disputa política travada por praieiros e conservadores na política local.

e) insatisfação com a convocação forçada de soldados para lutarem na Guerra do Paraguai.

questão 9

Qual foi o principal documento em defesa da causa republicana no Brasil durante o Segundo Reinado?

a) Manifesto Positivista

b) Manifesto dos Militares

c) Manifesto Republicano

d) Manifesto dos Paulistas

e) Manifesto Federalista

questão 10

O acontecimento que serviu de estopim para a abdicação de d. Pedro I, em 1831, foi:

a) Noite das Garrafadas

b) Golpe da Maioridade

c) Outorga da Constituição

d) Derrota na Cisplatina

e) Aprovação do Ato Adicional

respostas
Questão 1

Letra C

Ao longo do seu reinado (1822-1831), d. Pedro I foi acumulando desavenças e progressivamente perdendo apoio político. Seu autoritarismo em momentos como a outorga da Constituição de 1824 e ações questionáveis, como o envolvimento do Brasil na Guerra da Cisplatina, resultaram no enfraquecimento de sua posição.

 

Voltar a questão
Questão 2

Letra C

A Confederação do Equador foi um movimento revolucionário que agiu em defesa da república e do separatismo e que se estendeu por alguns meses de 1824. Iniciou-se em Pernambuco, mas espalhou-se por outras províncias do Nordeste. É considerado um movimento de insatisfação contra a monarquia.

 

Voltar a questão
Questão 3

Letra E

A lei Bill Aberdeen, de 1845, autorizava a Armada britânica a interceptar qualquer navio que traficasse escravos no Atlântico Sul. Muitos navios negreiros que tinham por destino o Brasil foram retidos pelos ingleses, que eram contrários à prática escravocrata e desejavam que seus parceiros econômicos (como o Brasil, à época) desfizessem-se desse modelo de produção. A lei Eusébio de Queirós, de 1850, foi a primeira lei sancionada pelo Império com vistas a retardar a atividade escravocrata em nosso território. Essa lei proibia a inserção do Brasil no tráfico negreiro transatlântico.

Voltar a questão
Questão 4

Letra D

A questão traz a dificuldade existente para o levantamento de uma explicação sobre esse conflito. A explicação aceita é recente e foi desenvolvida por estudos conduzidos pelo historiador Francisco Doratioto. Acredita-se atualmente que a guerra foi resultado do choque de interesses políticos e econômicos das nações do Prata.

 

Voltar a questão
Questão 5

Letra D

A Lei dos Sexagenários, decretada em 1885, foi uma das leis abolicionistas aprovadas durante o Segundo Reinado. Foi considerada resultado de uma reação conservadora para barrar o avanço do abolicionismo no Brasil. Determinava que idosos com mais de 60 anos seriam considerados livres depois de três anos de trabalho indenizatório.

Voltar a questão
Questão 6

Letra B

Os militares brasileiros foram fortemente influenciados pelo positivismo, conjunto de ideias desenvolvidas pelo francês Augusto Comte. Por meio do positivismo, eles exaltaram o cientificismo e adotaram o ideal de progresso, justificando a busca pelo progresso via autoritarismo.

Voltar a questão
Questão 7

Letra E

O Bill Aberdeen foi aprovado pelo Parlamento inglês em 1844 e foi a forma encontrada pelos ingleses de forçar o Brasil a abolir o tráfico de africanos escravizados. Com essa lei, a Inglaterra dava poderes à sua marinha para monitorar as águas do Atlântico, à procura de navios negreiros, e levar os seus tripulantes a julgamento na Inglaterra como piratas.

Voltar a questão
Questão 8

Letra D

A Revolução Praieira aconteceu de 1848 a 1850 e foi diretamente causada pela disputa pelo poder político de Pernambuco por dois partidos locais: o Praieiro e o Conservador. Os praieiros não aceitaram ser destituídos do poder a decidiram rebelar-se por meio de revoltas armadas que se estenderam durante anos no interior da província.

Voltar a questão
Questão 9

Letra C

O Manifesto Republicano foi lançado em 1870 e foi o grande documento em defesa do republicanismo no Brasil. Esse documento criticava a monarquia, acusando-a de ser a culpada dos males do Brasil e propunha a implantação de um modelo federalista no país.

Voltar a questão
Questão 10

Letra A

A Noite das Garrafadas foi o ato que levou d. Pedro I a abdicar do trono brasileiro em 1831. Esse acontecimento deixou claro a tensão que havia entre os defensores do imperador e seus críticos. Durante dias, apoiadores e críticos do imperador entraram em conflito nas ruas do Rio de Janeiro, e foi necessário reforço policial para resolver a questão.

Voltar a questão
Logo Artigo
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas
Artigo
Relacionado