Topo
pesquisar

Exercícios sobre figuras de sintaxe

Exercícios de Gramática

Através dos exercícios sobre figuras de sintaxe será possível identificar as principais figuras de construção presentes nos diversos textos da língua portuguesa. Publicado por: Luana Castro Alves Perez
questão 1

(Cesesp – PE) Leia atentamente os períodos:

  1. Vários de nós ficamos surpresos.

  2. Essa gente está furiosa e com medo; por consequência, capazes de tudo.

  3. Tua mãe, não há idade nem desgraça que lhe transforme o sorriso.

  4. Entre elas, alguém estava envergonhada.

Os períodos acima contêm, respectiva e sucessivamente, as seguintes figuras de sintaxe:

a) Silepse de pessoa, silepse de gênero, anacoluto, silepse de número.

b) Anacoluto, anacoluto, anacoluto, silepse de número.

c) Silepse de número, silepse de pessoa, anacoluto, anacoluto.

d) Silepse de pessoa, silepse de número, anacoluto, silepse de gênero.

e) Silepse de pessoa, anacoluto, silepse de gênero, anacoluto.

questão 2

(Cescea) Identifique os recursos estilísticos empregados no texto:

Nem tudo tinham os antigos, nem tudo temos, os modernos”. (Machado de Assis)

a) anáfora – antítese – silepse

b) metáfora – antítese – elipse

c) anástrofe – antítese- zeugma

d) pleonasmo – antítese – silepse

e) anástrofe – comparação – parábola.

questão 3

Identifique a figura de sintaxe presente no poema de José Paulo Paes:

Madrigal

Meu amor é simples,
Dora, como água e o pão.
Como o céu refletido
Nas pupilas de um cão.

José Paulo Paes, 1950.

a) Silepse de gênero.

b) Silepse de número.

c) Comparação.

d) Pleonasmo.

e) Zeugma.

questão 4

Identifique as figuras de sintaxe presentes nas orações abaixo.

1. Veio sem pinturas, em vestido leve, sandálias coloridas.”

2. Você chegou. Ela não.

3. E correm, e pulam, e dançam.

4. A mim, ninguém me engana.

5. São Paulo é bonita.

a) Silepse de gênero – pleonasmo – polissíndeto – zeugma – elipse.

b) Silepse de gênero – pleonasmo – zeugma – elipse – polissíndeto.

c) polissíndeto – pleonasmo – zeugma – silepse de gênero – elipse.

d) pleonasmo – silepse de gênero – elipse – zeugma – polissíndeto.

e) elipse – zeugma – polissíndeto – pleonasmo – silepse de gênero.

respostas
Questão 1

Alternativa “d”. Oração 1: ocorre silepse de pessoa em “ficamos”, que está na primeira pessoa do plural, quando, em sua construção normal, deveria estar na terceira pessoa do plural. Oração 2: Ocorre a silepse de número em “essa gente”, que não está concordando com o termo “capazes de tudo”. Oração 3: houve uma quebra sintática, característica principal da figura de sintaxe anacoluto, observe que a expressão “tua mãe” está solta na oração e não estabelece relação sintática com nenhum dos outros termos. Oração 4: ocorre na frase uma silepse de gênero, pois há uma concordância com palavras pressupostas na frase, não com palavras explícitas.

Voltar a questão
Questão 2

Alternativa “a”. Os recursos estilísticos utilizados na frase Nem tudo tinham os antigos, nem tudo temos, os modernos” são: silepse - concordância da forma verbal “temos” com a ideia subentendida de “nós”, quando, na verdade, o sujeito é “os modernos” (3ª pessoa); antítese - aproximação de duas ideias opostas, presentes nas palavras “antigos” e “modernos”; anáfora - repetição da palavra “nem” consecutivamente nas duas frases seguidas. 

Voltar a questão
Questão 3

Alternativa “c”. É possível observar que o poeta utilizou uma comparação para estabelecer uma ideia de proximidade entre os termos “amor”, “água e o pão” e “como o céu refletido”.

Voltar a questão
Questão 4

 Alternativa “e”. Na oração número 1, temos a figura de sintaxe elipse, pois o pronome “ela” foi omitido na oração, mas podemos facilmente identificá-lo pelo contexto. Na oração 2, ocorre a figura de sintaxe zeugma, pois há a omissão de um termo ou expressão anteriormente mencionada, nesse caso, houve a omissão do verbo “chegou”. Na oração 3, há um polissíndeto, pois há a repetição dos conectivos entre as orações, nesse caso, repetição da conjunção aditiva “e”. Na oração 4, ocorre um pleonasmo, pois há uma repetição desnecessária dos termos “a mim” e “me”. O correto seria “A mim, ninguém engana”. Na oração 5, ocorre uma silepse de gênero, pois o termo “bonita” refere-se à cidade, termo que foi omitido. 

Voltar a questão
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Exercícios Brasil Escola