Topo
pesquisar

Exercícios sobre a economia no Período Regencial

Exercícios de História do Brasil

Apesar de a instabilidade política ser a mais lembrada, a economia no Período Regencial também sofreu instabilidade, em virtude da concorrência no mercado externo. Publicado por: Tales dos Santos Pinto
questão 1

(Fuvest-SP) “[...] a carne, o couro, o sebo, a graxa, além de pagaram nas alfândegas do país o duplo dízimo de que nos propuseram aliviar-nos, exigia mais 15% em qualquer dos portos do Império. Imprudentes legisladores nos puseram desde esse momento na linha dos povos estrangeiros, desnacionalizaram a nossa Província e de fato a separaram da Comunidade Brasileira.”

Esse texto se refere:

  1. ao problema dos altos impostos que recaiam sobre produtos do Maranhão e que ocasionaram a Balaiada.
  2. aos fatores econômicos que motivaram a Revolução Farroupilha, iniciada durante o Período Regencial.
  3. às implicações econômicas do movimento de independência da Província Cisplatina.
  4. às dificuldades econômicas do Nordeste, que justificaram a eclosão da Confederação do Equador.
  5. aos problemas econômicos do Pará, que deram origem à Cabanagem.
questão 2

(Fuvest-SP) A economia brasileira, durante o período monárquico, caracterizou-se fundamentalmente:

  1. pelo princípio da diversificação da produção agrária e pelo incentivo ao setor de serviços.
  2. pelo estímulo à emigração italiana e espanhola e pelo fomento à incipiente indústria.
  3. pela regionalização econômica e pela revolução no sistema bancário nacional.
  4. pela produção destinada ao mercado externo e pela busca de investimentos internacionais.
  5. pela convivência das mãos de obra escrava e imigrante e pelo controle do “deficit” público.
questão 3

A crise econômica vivenciada durante o Período Regencial teve muito de sua origem em ações que ocorreram nas décadas de 1810 e de 1820, que foram:

  1. a Confederação do Equador e a chegada da Família Real ao Brasil.
  2. a urbanização do Rio de Janeiro e a Guerra da Cisplatina.
  3. a utilização do cofre público para a volta de D. João VI a Portugal e os gastos de D. Pedro I com o pagamento de empréstimos e das campanhas militares contra as revoltas durante seu reinado.
  4. o financiamento das primeiras lavouras de café e os investimentos no aumente da produtividade do algodão, para competir no mercado externo.
  5. a importação de maquinário para a incipiente indústria nacional e o pagamento das dívidas decorrentes do processo de independência.
questão 4

O Período Regencial foi marcado por uma grande instabilidade política, decorrente, principalmente, da eclosão de rebeliões contra o Governo Central em diversas províncias. No aspecto econômico, a situação também não era estável. Os principais produtos de exportação nacional sofreram forte concorrência no mercado externo, criando dificuldades para a economia do Brasil.

Em relação aos problemas econômicos do período regencial, qual das afirmativas abaixo apresenta uma relação incorreta entre um produto agrícola produzido no Brasil e seus concorrentes no mercado externo.

  1. O café, que concorria com o que era produzido na Colômbia.
  2. O açúcar, que concorria com o açúcar de beterraba produzido na Europa.
  3. O algodão, que concorria com o produzido no sul dos Estados Unidos.
  4. O açúcar, que concorria com o produzido nas Antilhas.
respostas
Questão 1

Letra B. A imposição de impostos maiores sobre os produtos pecuários produzidos no sul do Brasil do que sobre os produtos importados dos países vizinhos levou os estancieiros gaúchos a iniciarem a Revolução Farroupilha.

Voltar a questão
Questão 2

Letra D. A economia brasileira durante a monarquia manteve a estrutura de exportação de produtos agrícolas, com aportes de capitais estrangeiros, principalmente ingleses. Durante o período regencial, iniciou-se a produção em larga escala do café, criando com essa lavoura o principal sustentáculo econômico da monarquia.

Voltar a questão
Questão 3

Letra C. Quando voltou a Portugal, D. João VI levou consigo todos os recursos financeiros do Tesouro do Brasil. Além disso, durante seu reinado, D. Pedro I teve altos gastos com as indenizações da independência e com as revoltas que ocorreram durante seu reinado, como a Confederação do Equador.

Voltar a questão
Questão 4

Letra A. O café nesse período não sofreu concorrência colombiana, principalmente pelo fato de ser uma cultura que estava se iniciando e ganhando espaço no mercado externo.

Voltar a questão
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas
artigo
relacionado
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Exercícios Brasil Escola